app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5730
Internacional

Em grava��o, Bin Laden diz que EUA usam m�todos b�rbaros

| AGÊNCIA O GLOBO Com agências internacionais O chefe da rede terrorista internacional Al-Qaeda, Osama bin Laden, acusou as tropas americanas de usar métodos bárbaros semelhantes aos utilizados pelo Exército do deposto presidente iraquiano, Saddam Husse

Por | Edição do dia 21/02/2006 - Matéria atualizada em 21/02/2006 às 00h00

| AGÊNCIA O GLOBO Com agências internacionais O chefe da rede terrorista internacional Al-Qaeda, Osama bin Laden, acusou as tropas americanas de usar métodos bárbaros semelhantes aos utilizados pelo Exército do deposto presidente iraquiano, Saddam Hussein, segundo uma gravação de áudio divulgada ontem na Internet. Bin Laden disse que nunca seria capturado vivo. Segundo a gravação, cuja veracidade ainda não foi comprovada, apesar dos métodos usados pelo Exército dos EUA, a Jihad (guerra santa) está se reforçando no Iraque. “A Jihad continua com força, graças a Deus, apesar das ações bárbaras e repressivas do Exército dos EUA e seus agentes”, diz a voz atribuída ao foragido saudita. Bin Laden afirma que as formas de atuar dos militares americanos no Iraque fazem com “que não haja diferenças significativas entre sua criminalidade e a criminalidade de Saddam”. A gravação, divulgada em um site usado habitualmente por ativistas islâmicos, parece ser o texto completo da mensagem de Bin Laden divulgado no mês passado na rede Al-Jazeera. Nela, o saudita oferecia aos EUA a possibilidade de aceitar uma trégua, mas falou de novos atentados. Bin Laden anunciou ao povo americano que “verão em vossa própria casa” as operações terroristas que, segundo ele, “estão em preparação” e que seriam semelhantes “às explosões cometidas nas importantes capitais européias da aliança agressora”. O registro, cuja autenticidade foi confirmada, também destacava o aumento de baixas americanas no Iraque e Afeganistão. “A guerra no Iraque continua, e as operações no Afeganistão prosseguem se desenvolvendo a nosso favor, e, graças a Deus, os números do Pentágono indicam o aumento do número de vossos mortos e feridos, além das enormes perdas materiais”, diz a voz atribuída ao saudita.

Mais matérias
desta edição