app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5712
Internacional

Mundo

PLANO DE SHARON Jerusalém – O Parlamento israelense aprovou, ontem, um plano de austeridade econômica do premiê Ariel Sharon, que os deputados haviam rejeitado em um  primeiro momento na última  segunda-feira, provocando  uma crise política. O plano foi 

Por | Edição do dia 23/05/2002 - Matéria atualizada em 23/05/2002 às 00h00

PLANO DE SHARON Jerusalém – O Parlamento israelense aprovou, ontem, um plano de austeridade econômica do premiê Ariel Sharon, que os deputados haviam rejeitado em um  primeiro momento na última  segunda-feira, provocando  uma crise política. O plano foi aprovado com 65 votos a favor, 26 contra e 7 abstenções. O partido ultra-ortodoxo Shass (17 deputados) não participou na votação, depois de pronunciar-se na segunda-feira contra esse projeto, causando sua rejeição. Sharon, em reação a essa votação negativa, demitiu os quatro ministros do Shass, assim como os membros do governo pertencentes à Lista Unificada da Tora (cinco deputados), que também tinha votado contra. PEDÓFILOS ON-LINE Londres – A polícia britânica prendeu, ontem, 36 pessoas que acessavam sites norte-americanos de pedofilia a  partir do Reino Unido. Todos  eram homens entre 24 e 65 anos de idade. A investigação, conduzida pelo Serviço Nacional de Inteligência Criminal do Reino Unido, contou com apoio de autoridades norte-americanas, que rastrearam e coletaram informações sobre internautas que teriam assinado serviços de pornografia infantil entre maio de 1999 e julho do ano passado. Alguns dos sites rastreados pelos agentes norte-americanos tinham imagens pornográficas com crianças de até cinco anos. ATAQUE NAVAL Nicósia – Uma pessoa foi morta e cinco ficaram feridas,  ontem, quando um barco da  guarda costeira da Turquia  disparou contra um navio  com imigrantes ilegais a bordo depois de a embarcação ter  ignorado uma ordem para  parar, afirmou um membro  do governo turco. Segundo a  agência de notícias “Anatolian”, dirigida pelo governo turco, a guarda costeira interceptou um navio com 243 pessoas a bordo tentando chegar a Chipre ou à Itália. A agência não mencionou os disparos e as autoridades turcas não quiseram se manifestar sobre o assunto. CUBA X EUA Havana – O governo de Cuba atacou, ontem, os EUA por manterem o país “arbitrariamente” na lista de países que  patrocinam o terrorismo, dois  dias depois de o presidente George W. Bush ter prometido endurecer a linha contra a ilha comunista. O Partido Comunista de Cuba disse que o Departamento de Estado norte-americano manteve o país na lista “sem provas ou argumentos de apoio”, ao lado de Líbia, Irã, Iraque, Coréia do Norte, Sudão e Síria. Em comunicado, o partido afirmou que Washington está tentando incutir nos americanos o medo de Cuba, e classificou os ataques de militantes islâmicos com aviões de 11 de setembro como “crime brutal”.

Mais matérias
desta edição