app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5655
James Silver

Confira os destaques do colunista nesta edição - 23/11/2023

[email protected]

Por James Silver | Edição do dia 23/11/2023 - Matéria atualizada em 23/11/2023 às 04h00

CONFERENCE|BFSHOW

 

Foto: FÁBIO WINTER /BFSHOW
 

Participaram da coletiva de imprensa, o presidente-executivo da Abicalçados Haroldo Ferreira, JP Picolo CEO da NürnbergMesse, Maria Paula Velloso gerente de Indústria e Serviços da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos, os empresários, Pedro Bartelle (CEO da Vulcabras), Sérgio Bocayuva (Usaflex), Carlos Mestriner (Klin), Ronaldo Lacerda (Lynd) e Marcelo Paludetto (Democrata), além de Daniela Machado, analista de Articulação de Projetos de Moda do Sebrae RS.



PING PONG

Quem?

ANA CAROLINA, vice-presidente+diretora de produto da Piccadilly

 

Foto: Divulgação
  

A marca está pronta para surpreender compradores na Brazilian Footwear Show?

Estamos com os lançamentos Outono/Inverno 2024, inspirados na elegância atemporal e na beleza sem idade. A coleção Ageless propõe uma nova forma de consumir moda, valorizando produtos que transcendem as estações e permanecem relevantes ao longo do tempo, refletindo um estilo que não conhece os limites cronológicos.


Que outras tendências você destacaria?

• Working Woman: apresenta estruturas clássicas e requintadas como slingbacks, solados tratorados e botas.

• Flat: Os modelos abertos em tonalidades discretas, com a base plana.


E as fivelas?

Elas integram o estilo utilitário que combina conforto, funcionalidade e versatilidade. Botas com salto grosso, flat, ou mais refinado, elas chegam com o bico mais arredondado são perfeitas para destacar todo o metalizado que virá com as fivelas: correntes, ilhós e cravos.

A tendência comfy… são aqueles que têm um design simples, prático e aconchegante, sem abrir mão da elegância e da versatilidade. Tênis inspirados em modelos clássicos como os wallabees, popularizados nos 60’s.



BOLO+GUARANÁ

 

Foto: Gustavo Mansur/Secom
 

O dia 21 de novembro, que marcou o início da primeira edição da BFSHOW, também foi palco para comemorações e anúncios importantes para o setor calçadista brasileiro. Em celebração aos 40 anos da Abicalçados, em big party no auditório da FIERGS, o governador do Rio Grande do Sul, EDUARDO LEITE (foto), destacou a relevância do setor, que tem no Estado os seus principais polos produtores, empregando diretamente cerca de 90 mil pessoas.Ainda presentes, o presidente do Conselho Deliberativo da Abicalçados, Caetano Bianco Neto e o presidente da ApexBrasil, Jorge Viana.



857,8 MILHÕES…

… de pares de calçados produzidos no País - um crescimento de 2,2% - é a projeção divulgada na coletiva de imprensa da Brazilian Footwear Show pela voz do presidente-executivo da Abicalçados, Haroldo Ferreira, com números reais que orientam as mais de 4 mil indústrias brasileiras do setor nos seus planejamentos e estratégias.



ABRE ASPAS

“É a nossa primeira feira no setor calçadista e estamos muito satisfeitos com o que estamos vendo. Certamente, a união do setor com a ApexBrasil, entidades de classe e sindicatos calçadistas será um impulso importante para tornar a BFSHOW a maior feira brasileira da indústria de calçados. Os feedbacks sobre a primeira edição estão sendo bastante positivos, especialmente pela infraestrutura dos pavilhões da FIERGS. O nosso negócio é baseado na satisfação dos nossos clientes e na hospitalidade, recebendo as pessoas com bom atendimento e conforto nas instalações”.

JP PICOLO, CEO da NürnbergMesse Brasil AGAIN Retomando a participação em feiras calçadistas, uma das maiores indústrias de calçados do País, a Vulcabras, foi representada pelo seu CEO, Pedro Bartelle. “Participar deste momento histórico para o setor, que é ter uma feira realizada pela sua entidade de classe máxima, é importante para mostrar todo o potencial da nossa indústria e discutir as pautas relevantes para a nossa atividade. Temos um Brasil produtivo, mas que carece de condições de competitividade. Além de convivermos com um alto custo de produção, hoje estamos sofrendo muito com a concorrência desleal das plataformas”.

Mais matérias
desta edição