app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
José Elias

Confira os destaques da política alagoana #JE15092020

.

Por JOSÉ ELIAS | Edição do dia 15/09/2020 - Matéria atualizada em 14/09/2020 às 23h05

Fora do jogo, saída de Ronaldo Lessa na disputa de prefeito de Maceió deixa sua cota de votos com quem? O espólio eleitoral será dividido com todos, distribuído por aqueles que possuem mais aceso à periferia. As pesquisas dirão, a partir de agora, os herdeiros que repartirão, em pedaços, o que o ex-governador liberou na estrada,

Leitura do mapa, maior percentual ficará com Cícero Almeida, transitando nas classes C e D. Excelente gestor, avaliação acima da média como vereador e deputado, carrega prestigio nas comunicações. Abandonou as bases, mas mostra que está recuperando. A convenção do PP foi ponto de partida na sua desenvoltura nos grotões. A convenção do PP foi o ponto de partida de David Davino, que divide com Almeida o patrimônio de Lessa. JHC, com quem ele está, ganhou pouco em termos de votação, embora no palanque tenha consolidado a estrutura de campanha. Hoje, seguramente, os números indicam JHC, Alfredo Gaspar de Mendonça e Almeida empatados.


Pesquisas agora vão apresentar foto verdadeira

Colocadas as pedras na mesa, vai-se ter ideia mais precisa do destino do voto. Escolhidas chapas completas, ligado o motor do carro, a viagem à Prefeitura de Maceió deu a largada. Na pista, com chance, JHC, Alfredo Gaspar de Mendonça, David Davino e Cicero Almeida. A sorte nessa eleição vai ser apenas um detalhe da nova realidade política.


Lessa engorda chapa de JHC na eleição confusa

Os analistas da cena do voto não têm dúvidas da força da união do PSB e PDT. Retirada do ex-governador Ronaldo Lessa engordou o palanque para disputa de novembro. Mexeu com o panorama que monta vitrine com os retratos que agora terão que gastar sola de sapato pela periferia, testemunhando a miséria que humilha e infelicita as famílias.


Parece que Kátia Born tem dúvida para vereadora

Insatisfeita com a aliança do PDT com o PSB de JHC, Kátia Born parece ter escrito uma interrogação. Ex-prefeita estaria em dúvida na oficialização da candidata a vereadora de Maceió, por onde ela começou carreira política. Terá uma longa conversa no fim de semana com ex-governador Ronaldo Lessa, agora deslocado para a posição de vice.


Gaspar deixa vice com Renan Filho e Rui palmeira

Convenção do MDB, amanhã, Alfredo Gaspar de Mendonça está preocupado com a campanha. Deixou a indicação do vice da chapa com o governador Renan Filho e o prefeito Rui Palmeira, responsáveis pelo acordo. Não quis se pronunciar sobre escolha do nome, numa disputa de Tácio Mello e Eduardo Canuto. A opção sairá durante o calor da reunião.


Senador diz que vai participar da campanha eleitoral

Animado, disposto a suar a camisa, Renan Calheiros, que fez cirurgia em São Paulo, disse que quando estiver recuperado vai participar da campanha. Senador informou que onde tiver um voto vai buscar para os candidatos do seu grupo político. Prometeu presença em todos municípios do Estado, abraçando, apertando mãos e falando da importância das eleições para gerações que estão chegando.


Arthur é recebido como candidato a governador

Muito aplaudido, Arthur Lira desembarcou em Maragogi, numa festa parecida com lançamento de nome. Deputado chegou na cidade para participar da convenção que oficializou Fernando Sérgio Lira candidato novamente a prefeito. Com muitas faixas saudando Bolsonaro, Artur teve recepção de candidato ao governo, pelo clima de alegria em toda a cidade.


David Davino bota os pés pra ser prefeito

Com time que montou, David Davino botou os pés nas ruas para disputar a eleição de prefeito de Maceió. Armou uma estrutura política para enfrentar os considerados grupos grandes e botou gasolina no carro. Como passageiros de luxo, Artur Lira, Thomáz Nonô, Marcelo Victor e Régis Cavalcante. O médico Emanuel Fortes ganhou posição de vice.


Almeida ouve voz avisando sua volta ao poder

Cochichado muito com pessoas mais chegadas, Cícero Almeida confessa sonhos estranhos. Ex-prefeito conto que, numa das madrugadas chuvosas, entre dormindo e acordado, escutou vozes estimulando sua nova caminhada a prefeito de Maceió. Diziam claramente que seu retorno ao poder era certo no voto de novembro.

Mais matérias
desta edição