app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
José Elias

Confira os destaques da política alagoana #JE17102020

.

Por JOSÉ ELIAS | Edição do dia 17/10/2020 - Matéria atualizada em 16/10/2020 às 21h22

Quando se ingressa na política, criadores esquecem de explicar ao novato existência do “fogo amigo” no voto. Queima em todas as partes do corpo amigos e adversários, como trator que passa por cima de terras produtivas. Ataca até dentro de casa, na maior cara de pau, apontando a metralhadora giratória para cabeça dos próprios aliados.

José Thomáz Nonô, homem de bem, respeitado pela sociedade, navega no mar do voto desde menino. Pela biografia, possui serviços comprovadamente prestados e chegou onde está numa conduta acima de qualquer suspeita. Secretário da Fazenda, sete mandatos de deputado federal, vice-governador, construiu uma história no suor. Para ajudar Maceió, nessa onda de desacertos que experimenta o país, aceitou dar sua contribuição. Tirou a Saúde de Maceió da UTI, reconhecimento em todo Brasil no combate ao coronavírus, virou o melhor secretário de todos os tempos. Com todas as dificuldades enfrentadas, cinco anos sentado na cadeira, arrumou e botou ordem na casa.


MARCELINO PREGA A PAZ EM NOME DEUS EM ARAPIRACA

Evangélico praticante, ex-deputado Marcelino Alexandre pediu proteção de Deus. Dono do grupo Coringa entende que as forças políticas de Arapiraca devem deixar de lado a sede do poder e trabalhar pelo desenvolvimento da cidade. “O povo precisa dos que são eleitos para sobreviver na luta contra a fome e miséria!” - sustentou empresário.


BARBOSA QUER SER PREFEITO PRA AGUARDAR LULA

A volta de Lula é inquestionável, afirmou Ricardo Barbosa, candidato a prefeito de Maceió. Presidente do PT de Alagoas disse ontem que o Brasil necessita do ex-presidente para retomada do seu desenvolvimento. Como prefeito, espera recepcionar seu retorno nas eleições de 2022, carregado nos braços do povo. “Vamos precisar muito dele!”


COLLOR ACHA QUE ALAGOAS PRECISA DE RUMO POLÍTICO

Defendendo o debate dos contrários no campo das ideias, Fernando Collor atualiza pauta de Alagoas. Senador entende que chegou a hora das lideranças encontrarem um rumo político, pautando interesses do Estado numa agenda de prioridades. Collor diz que não se pode permanecer como jogador de futebol que chuta a bola para todos os lados


JÓ TRABALHA PRA UMA CANDIDATURA MAJORITÁRIA

Família do saudoso prefeito João José trabalha para emplacar uma candidatura majoritária. No interior, já se comenta o nome da deputada Jó Pereira numa chapa como vice-governadora na disputa de 2022. Articulações começam a surgir nos municípios, sob o comando do prefeito Joãozinho Pereira, que sempre aparece, de repente, nas resenhas.


OPORTUNISTAS TENTAM ESFRIAR CLIMA DE GUERRA

Oportunistas de plantão tentam botar gelo no clima quente da eleição de Arapiraca. Alguns emissários, “em nome da paz”, querem reaproximar Luciano Barbosa e Renan Calheiros, que não se olham nem em retrato em tempos de eleição. Base do senador repudia hipótese e mantém firme a ideia do lançamento de um candidato na cidade.


PSDB FICA SEM BANCO COMO TIME DE FUTEBOL

Sem contratar, time de futebol fica sem banco e começa descendo a ladeira nos campeonatos. PSDB de Alagoas segue essa caminhada e desfalca seu time sem, em contrapartida, preencher os vazios. Já saíram muitos e a mais recente, deputa Tereza Nelma, anunciou apoio a Alfredo Gaspar contra orientação do partido, que vota em JHC.


CABRAL CALCULA QUE O GOVERNO SUPERA OS 80%

Todos os escritórios onde se discute o voto, papel e caneta fazem contas da próxima eleição. Ex-secretário Ademir Cabral concorda que grupo de Renan Filho elegerá a maioria dos prefeitos de Alagoas. Pela sua matemática, os partidos liderados pelo MDB ultrapassam a mais de 80 municípios no mapa dos vitoriosos.


VOTO DE MARECHAL FICA APERTADO E VIRÁ UM CLÁSSICO

Eleição em Marechal Deodoro, que parecia fácil, não tem favorito na reta final da campanha. Empatados o prefeito Cacau e Júnior Dâmaso, que cresceu nas ruas e promete virar o jogo, antes favorável ao adversário. Quem conhece a geografia política da cidade garante que a disputa é apertada, bem acirrada e se transformou em um clássico local.

Mais matérias
desta edição