app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
José Elias

Confira os destaques da política alagoana #JE01072021

.

Por JOSÉ ELIAS | Edição do dia 01/07/2021 - Matéria atualizada em 01/07/2021 às 04h00

COVID COLOCA DOENÇA NAS ARTICULAÇÕES DA CAMPANHA

Faltam exatamente seis meses para completar 2021, primeiro de junho, data que o calor da campanha deveria começar a incendiar as ruas. A covid inibe o avanço dos entendimentos, ameaçados pela transmissão da doença, que tira a emoção dos gabinetes. Exatamente metade do ano novo, nada diferente surge no calendário do voto 2022 em Alagoas.

Sem torcida, as apostas foram interrompidas, as resenhas sumiram das esquinas e a multidão se recolheu, trancada em casa. As avaliações nos shoppings, restaurantes, bares e nos estádios deram lugar ao vazio. As galeras organizadas, que se juntavam para defender as cores políticas, deixaram de se reunir, atrapalhando a vibração das bandeiras.

Densidade eleitoral exibida na campanha de prefeito de Maceió, Alfredo Gaspar não pode aumentar os passos. Bem cotada na disputa majoritária, a paralização também estacionou a estrada da deputada Jó Pereira. E colocou pedras no caminho de Marx Beltrão, que apareceu como forte candidato a governador e agora luta por uma concorrida reeleição.


TERCEIRA FORÇA NO VOTO 2022 VAI SER INEVITÁVEL EM ALAGOAS

Não sairá com o mesmo entusiasmo de antigamente, na época em que os partidos intermediários ganhavam força. Mesmo assim, não ficará limitada a luta de encarnada e azul a corrida pela sucessão estadual, ainda muito devagar. Daqui a pouco, no fim do ano ou no começo do próximo, o espírito baixa naqueles que enxergam uma luz no final do túnel.

Muitos alegam que só participa da política para ajudar o próximo, mas se embelezam pelos sabores do poder. A história conta que alguns, mesmo sabendo da carência de chance, jogam os nomes na roleta para arriscar a sorte. Números avisam, família implora a desistência e o candidato, cego dos dois olhos, tapa os ouvidos e engata a marcha máxima no carro. Até agora, na tela, duas correntes disputam, a distância, a corrida para indicações de nomes ao governo. De um lado, Arthur Lira, sem candidato e, do outro, o Palácio, que apresentará o deputado Marcelo Victor. Vivos, falando grosso, Adeilson Bezerra e Marcos Toledo, eternos sonhadores, mandaram avisar que não estão mortos e pensam nos debates da televisão.


MOURINHA: JHC INAUGURA UM NOVO JEITO DE FAZER POLÍTICA

Acostumado a participar das grandes campanhas em Alagoas, Mourinha voltou à tona depois de longo recesso. Experiencia na busca do voto, ajudou a eleger muita gente grande que fez sucesso em nível nacional. Era convocado pelos principais quadros na organização profissional e sempre tirava nota 10 na vitória de candidatos que viraram autoridades.

Agora, com o mesmo entusiasmo do passado, está engajado na campanha do prefeito JHC. E ocupa um cargo, politicamente estratégico para futuras eleições, principalmente para 2022, data da corrida majoritária. Desafio como esse fez com que surgisse no cenário que garante mandatos aqueles que se colocam à disposição do povo pra ajudar a comunidade.

Opinião independente, além de conhecer o caminho das pedras, sabe descobrir terras férteis. Sobre JHC, Mourinha disse que ele inaugura novo jeito de fazer política no Estado. “Nas ruas, misturado à multidão, a massa gosta dele e ele se sente feliz ao vestir camisa das esquinas, que aplaudem suas atitudes em defesa da sociedade!” - fechou o comentário.

Mais matérias
desta edição