Nº 0
Mercado Alagoas

Confira os destaques da economia alagoana #MA12022020

.

Por Edivaldo Junior | Edição do dia 12/02/2020 - Matéria atualizada em 11/02/2020 às 22h26

Balanço

O superintendente do Banco do Nordeste em Alagoas, Pedro Ermírio, divulgou nesta semana o balanço de atividades da instituição no Estado de 2019. No total, foi aplicado R$ 1,37 bilhão (maior resultado histórico), sendo R$ 821 milhões do FNE, em todos os setores da economia. O crescimento em relação ao ano anterior foi de 11%.


Operações

Pedro considera que o resultado foi positivo. “Tivemos crescimento em todos os setores (rural, comércio, serviço e indústria). Nossos programas de microcrédito também apresentaram crescimento, com mais de 227 mil operações no ano e R$ 622 milhões aplicados”, aponta


Por setor

Do total de operações realizadas pelo BNB em Alagoas em 2019, R$ 153,8 milhões foram do Pronaf, R$ 131,2 milhões do Agroamigo, R$ 491 milhões do Crediamigo e R$ 133,6 milhões para Micro e Pequenas Empresas. Por setor, foram R$ 334 milhões para a agropecuária, R$ 150 milhões para a indústria e R$ 885 milhões para comércio e serviços.


Tem mais

Para 2020, o BNB esperar superar a movimentação do ano passado. “O orçamento somado para investimentos em Alagoas este ano chega a R$ 1,45 bilhão, sendo R$ 880 milhões de piso para o FNE e R$ 560 milhões de piso para as outras linhas com recursos do banco”, informa o superintendente do BNB.


Adimplência

Das 235 mil operações realizadas pelo BNB em Alagoas no ano passado, cerca de 202 mil foram operações voltadas a microempreendedores na cidade (Crediamigo) e 25 no campo (Agroamigo). Essa modalidade de crédito, que opera principalmente com informais, é hoje a principal – em volume de operações – do banco. E a taxa de adimplência chega a 97,5%.


Crescendo

“O orçamento do Crediamigo passa de R$ 500 milhões este ano. Em 2019, aplicamos mais de R$ 490 milhões. Essa linha atende um público muito grande, gira bem, tem retorno positivo, com investimento no setor informal, e gera renda pessoal. A adimplência está em 97,5% porque as pessoas têm compromisso de pagar em dia, continuar girando”, aponta Ermírio.


Deixando o ninho

O prefeito de Maceió, segundo diferentes versões nos bastidores, decide até a próxima sexta-feira seu futuro político. Se o PSDB não der garantias de que terá um candidato à sua sucessão e mantiver a sinalização de apoio a JHC, Rui Palmeira deve sair do partido.


Destino

O prefeito terá, pela frente, se deixar mesmo o PSDB como se especula, que escolher entre algumas opções. Além do Podemos, Rui Palmeira teria a opção do DEM. E, como já antecipei no blog, poderá ir para o PSL.


Convite

O presidente estadual do PSL, Flávio Moreno, convidou Rui Palmeira, nessa terça-feira, 11, para ser o presidente do PSL da capital. Se aceitar o convite, o prefeito comandaria as articulações para lançar um candidato à sua sucessão. Tudo que ele quer e o PSDB não dá.


Aceita?

“Tem tudo para aceitar. Depende dele, apenas. O PSL vem crescendo em todo o Estado. Ele é um quadro político e um gestor. O prefeito é uma liderança, não é candidato em 2020, mas pode nos ajudar nesse processo de construção. Precisamos somar forças para o presente e futuro”, diz Flávio Moreno.


Prêmio

O presidente da Asplana, Edgar Filho, participou na última semana, no Recife, do Prêmio Master Cana 2019/2020, evento que homenageia os principais nomes do setor sucroenergético das regiões Norte e Nordeste. “Ano passado, fomos agraciados como Liderança Institucional e, nesta edição, fomos para prestigiar os colegas de Alagoas e de estados vizinhos que fazem parte do Nordeste canavieiro”, contou o presidente.

Mais matérias
desta edição