app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Mercado Alagoas

Confira os destaques da economia alagoana #MA27022020

.

Por Edivaldo Junior | Edição do dia 27/02/2020 - Matéria atualizada em 27/02/2020 às 06h00

Conjuntura

O ex-ministro José Dirceu estará em Maceió nesta quinta-feira, 27, para fazer uma palestra sobre “Conjuntura Política” e para lançar o seu mais novo livro, “Zé Dirceu - Memórias Vol 1”.


...política

O presidente do PT em Alagoas, Ricardo Barbosa, está mobilizando a militância petista e de outros partidos de esquerda para o evento, que será realizado a partir das 18h, no Sindicato dos Urbanitários, em Maceió.


Protesto

Para Barbosa, a reunião com Zé Dirceu pode se transformar em algo maior: “Teremos uma grande oportunidade de realizar um ato político representativo contra Bolsonaro com a mais que oportuna presença do companheiro Zé Dirceu”, aponta.


Convocando

“Portanto, longe das discussões colaterais acerca de processos eleitorais, temos que garantir a presença neste ato dos partidos políticos de esquerda e democráticos, as centrais sindicais e as organizações dos movimentos sociais. Aproveito aqui para reforçar o convite e direcioná-lo ao PCdoB, PSOL, UP, PCB, e demais partidos e entidades que estão do lado da democracia e Contra Bolsonaro”, afirma Barbosa.


No jogo

O deputado estadual Davi Davino Filho não se abalou com a eventual aliança entre Rui Palmeira e Renan Filho em torno da candidatura de Alfredo Gaspar à Prefeitura de Maceió. O parlamentar já avisou aos interlocutores mais próximos que vai manter sua pré-candidatura a prefeito de Maceió, mesmo contra o atual prefeito e o Palácio dos Palmares.


Não muda nada

O apoio de Rui Palmeira a Gaspar, se confirmado, não vai mudar o cenário pré-eleitoral em Maceió. Os demais nomes que estão no jogo continuam em campo, agora com novas estratégias. Ronaldo Lessa e Davi Davino Filho descartaram o apoio do atual prefeito e vão para uma campanha de oposição – na mesma linha do deputado federal JHC.


Pouca chuva

Os fornecedores de cana alagoanos estão preocupados com o baixo índice pluviométrico, que pode afetar a safra 2020/2021 no Estado. De acordo com o assessor técnico da Asplana, Antônio Rosário, as precipitações estão baixas e já afetam o plantio de inverno. As socarias de início de safra, que brotaram muito bem, têm sofrido ao longo da própria safra.


Regiões

As regiões mais afetadas são as dos fornecedores de cana da região centro e sul de Alagoas. Para Rosário, lá estão os fornecedores que mais têm sofrido com a falta de chuvas. “São esses que sofrem mais. E parte das usinas que não têm irrigação. Nem todas têm 100% de sua área irrigada”, esclarece Antônio Rosário.


Liberado

O Ministério da Agricultura anunciou a abertura de mercado para a carne bovina in natura do Brasil para os Estados Unidos. O anúncio foi feito pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) e pelo Serviço de Inspeção e Inocuidade Alimentar (FSIS). O Brasil poderá começar a enviar produtos de carne bovina in natura derivados de animais abatidos a partir de sexta (21).


Comunicado

No comunicado encaminhado ao Mapa, o FSIS disse que o Brasil corrigiu os problemas sistêmicos que levaram à suspensão e está restabelecendo a elegibilidade das exportações de carne bovina in natura para os Estados Unidos a partir de hoje. Além disso, o FSIS encerrará os casos pendentes de violação de pontos de entrada associado à suspensão de 2017.


Alta

Em Alagoas, o preço do milho no mercado teve alta. Segundo boletim divulgado na última semana pela FAEAL, o valor da sacas de 60 kg está cotado em R$ 64,80. Em 2019, durante o mesmo período, a saca custava R$ 54,00. O aumento no preço se dá devido à oferta e procura, mas o valor tem prejudicado os produtores rurais.

Mais matérias
desta edição