Nº 0
Mercado Alagoas

Confira os destaques da economia alagoana #MA18032020

.

Por Edivaldo Junior | Edição do dia 18/03/2020 - Matéria atualizada em 17/03/2020 às 22h43

Balanço

Com mais de 1,9 milhão de toneladas de cana processadas, o industrial José Carlos Maranhão, da Usina Santo Antonio, avaliou que a safra 19/20 foi positiva. “Afinal, o ciclo foi melhor que a anterior e tivemos preços mais favoráveis”, afirmou o conselheiro do Sindaçúcar-AL.


Vocação

Maranhão diz ainda que a capacidade de sobrevivência e a vocação que Alagoas tem para a cana é algo fantástico. “Conseguimos recuperar a produção em escala menor, mas de forma mais racional. Fornecedor de cana sofreu muito, mas está se recuperando bem”, ressaltou.


Insuficientes

Como fica situação de trabalhadores informais ou das empresas afetadas pelo coronavírus? Na avaliação do senador Renan Calheiros (MDB-AL), as medidas econômicas anunciadas pelo governo de Jair Bolsonaro (sem partido) para o enfrentamento da crise provocada pela pandemia são insuficientes.


E os salários?

Em sua conta no Twitter, o senador citou medidas adotadas por outros países, a exemplo dos Estados Unidos e França, que adotaram, entre outras iniciativas, o corte de juros, incentivos a empresas e até o corte de cobranças de água e gás. Além de recursos emergenciais para a Saúde, Renan Calheiros defende linhas de crédito “para as empresas honrarem os salários”.


Áreas

O secretário Rafael Brito (Sedetur-AL) monitora a evolução da crise econômica provocada pela pandemia nos principais setores de Alagoas. “Já sabemos que as áreas mais afetadas serão a do turismo e a do comércio. Hoje, a situação é bem mais preocupante. Da semana passada para cá, os cancelamentos (de reservas em hotéis) apareceram com força”, aponta.


Aéreas

O cancelamento de voos das empresas que operam em Alagoas, pondera Rafael Brito, é um dos principais termômetros para a crise que começa a afetar o turismo em Alagoas: “Na semana passada, as companhias informaram que iam cancelar 30% dos voos. A partir desta semana, vão cancelar 50% e daqui a 15 dias pode chegar a 70% de voos cancelados. Os voos internacionais foram cancelados no Brasil inteiro. Hoje, só temos 5% dos voos que estavam em operação há uma semana”.


Marítimas

O cancelamento da vinda de navios de cruzeiros para Alagoas também deve afetar o turismo. “Cancelaram tudo. Não para mais navio aqui de jeito nenhum. Agora só quando acabar a crise”, afirma.


Vai passar

Rafael Brito, apesar do cenário de hoje, olha com otimismo o que vem depois da pandemia. “Estou preocupado, mais com o sentimento das pessoas, do que com impacto econômico. Mas acredito que tudo isso vai passar e espero que o quanto antes. Nossa expectativa é que dentro de 60 dias tudo volte a melhorar”, pondera.


Voto de...

O deputado Marcelo Beltrão (MDB) usou a tribuna da Assembleia Legislativa nessa terça-feira, 17, para apresentar Voto de Pesar, pelo falecimento de sua tia, Zoraide Beltrão de Castro, 97 anos, ocorrido no último sábado, dia 14. “Foi com bastante pesar que participamos no último domingo do enterro da nossa querida tia Zoraide, mulher guerreira que passou a sua vida toda dedicada à sua empresa e à família. Durante sua vida, ela mostrou o valor de uma mulher combatente e deu todos os seus dias de vida dedicados à família e ao trabalho”, disse.


...pesar

Segundo Marcelo, Zoraide iniciou sua vida na pecuária aos 20 anos, quando se casou com José Tavares Malta, e juntos construíram o primeiro matadouro do Estado, o Matadouro e Frigorífico Industrial de Alagoas (Mafrial). “Ela dedicou sua vida à empresa que comandou, com mão de ferro, por mais de 60 anos. Não faltou sequer uma dia de trabalho”, afirmou o deputado.


Efeitos

Impactados pelo coronavírus, estabelecimentos ligados à área de alimentação e hotelaria de Alagoas já começam a sentir os efeitos negativos da pandemia mundial em suas vendas. Ante esse cenário, a Algás lançou um pacote de benefícios para ajudar as empresas “a passarem por este momento delicado”.

Mais matérias
desta edição