app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Mercado Alagoas

Confira os destaques da economia alagoana #MA17062020

.

Por Edivaldo Junior | Edição do dia 17/06/2020 - Matéria atualizada em 16/06/2020 às 22h21

Gradual

O governo bateu martelo. Os protocolos sanitários para o funcionamento de todos os setores da economia foi publicado no Diário Oficial do Estado de Alagoas de segunda-feira, 15. O próximo passo é começar a reabertura dos setores da economia que ainda estão fechados. E já está definido que o processo será feito por etapas.


Na fila

Por enquanto, está valendo o plano de flexibilização que prevê a reabertura em cinco fases, escalonadas por cores. Ainda não tem data definida para o planejamento ser colocado em prática, mas a expectativa é que comece no próximo dia 23.


Laranja

A proposta oficialmente denominada de “Proposta de Protocolas da Retomada”, vazou em alguns grupos de whatsapp. São cinco fases: vermelha, laranja, amarela, verde e branca. Os primeiros setores que voltarão a funcionar, dentro do “novo normal”, são salões de beleza e barbearia, igrejas e lojas com até 400m².


Redução

Na fase laranja, os setores funcionariam com capacidade reduzida de 30% para igrejas, 50% para lojas e apenas agendamento para salões e barbearias. Essa fase funcionaria como um teste. Se tudo correr bem, Alagoas avançaria para a fase amarela, com mais setores funcionando – inclusive shoppings.


Sem transportes

A volta do transporte intermunicipal, que continua proibido, ficaria para a fase amarela, prevista para 6 de julho. Até lá, pessoas que trabalham em Maceió e moram em municípios da região metropolitana continuarão tendo que dar um jeito de driblar a fiscalização, o que vem sendo feito com o uso de transporte clandestino, Uber, andando trechos a pé e pegando dois ônibus.


De volta…

O deputado estadual Ricardo Nezinho voltou a ser lembrado, com persistência, nos últimos dias como provável candidato a prefeito de Arapiraca pelo MDB, apesar da desincompatibilização de Luciano Barbosa. O vice-governador deixou a Secretaria de Educação para se tornar apto a disputar as eleições deste ano.


...ao jogo

Nezinho, segundo diferentes fontes, mantém a sua pré-candidatura a prefeito – ainda que discretamente. De acordo com vários interlocutores, o deputado tem sido estimulado por dirigentes do MDB a manter o “aquecimento”, para entrar em campo.


Novos planos

Luciano Barbosa já foi informado que uma eventual candidatura dele a prefeito não faz parte dos planos do Palácio dos Palmares. “Ele foi eleito para ser vice-governador. Se fosse para ser candidato a prefeito, o vice seria outro”, diz um importante interlocutor palaciano.


Reeleição

Se desistir de ser candidato em Arapiraca, Barbosa poderia assumir o governo de Alagoas a partir de 2022, com o compromisso do grupo do qual faz parte de disputar a reeleição de governador. “Ele poderá ficar um ano como governador e disputar a reeleição no mandato”, aponta o interlocutor.


Colateral

Para “convencer” Barbosa, outros argumentos têm sido utilizados. Entre eles, o de que seu afastamento do governo fortaleceria o presidente da Assembleia Legislativa de Alagoas, Marcelo Victor. E, por tabela, o deputado federal Arthur Lira (PP).


Etanol

O secretário de Desenvolvimento Econômico e de Turismo, Rafael Brito, destacou a importância de etanol para o Estado, afirmando ser um dos grandes empregadores de Alagoas.


Alagoanos

O secretário Rafael Brito reforçou também a importância de os alagoanos consumirem produtos fabricados no Estado, informando que um projeto está sendo preparado pela Sedetur neste sentido. “Pretendemos fazer diversas ações em pontos de vendas, a exemplo de supermercados entre outros tipos de segmentos de varejo para mostrar ao consumidor qual o produto é feito em Alagoas”, destacou.

Mais matérias
desta edição