app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Mercado Alagoas

Confira os destaques da economia alagoana #MA23062020

.

Por Edivaldo Junior | Edição do dia 23/06/2020 - Matéria atualizada em 22/06/2020 às 22h03

Mais 8 dias

A “pressão” dos MPs (do Estado, do Trabalho, Federal e de Contas) falou mais alto. Após “recomendação” dos ministérios públicos, o governo de Alagoas decidiu não flexibilizar a economia “às vésperas do São João”.


Próxima fase

Em coletiva, o governador Renan Filho prometeu a reabertura para o próximo decreto, que será editado a partir de 1o de julho. O atual decreto, publicado em edição extra do Diário Oficial do Estado de Alagoas, vale de 23 a 30 de junho.


Por cores

A reabertura do comércio, serviços e outros setores que seguem fechados desde 20 de março, será por fases, classificada por cores. Do vermelho ao verde. A próxima fase deve contemplar a abertura de lojas, igrejas, salões de beleza e barbearias.


Por zonas

Na coletiva, o governador Renan Filho antecipou que a retomada da economia poderá ser aplicada de forma diferente por regiões. E deve começar pela região metropolitana de Maceió, podendo ser ampliada para algumas cidades do interior.


Desgaste

Os números, todos eles, apontam para uma queda nos novos casos confirmados de Covid-19 em Alagoas, especialmente em Maceió. Ao prorrogar o atual decreto, do jeito que está, o governo vai enfrentar um aumento no desgaste público. A população, cansada, já não aceita mais o isolamento social. Nas redes sociais, os protestos contra a decisão do governador são crescentes.


Sobram leitos

O governo anunciou, também durante a coletiva, a abertura de novos leitos clínicos no interior. O boletim de ocupação de leitos da Sesau, no entanto, revela que menos da metade destes leitos estão desocupados no Estado.


Plantio

Com a regularidade das chuvas, tem início o plantio de inverno de novas áreas de cana-de-açúcar em Alagoas. De acordo com o presidente da Asplana, Edgar Filho, no momento, os fornecedores estão preparando a terra para o plantio para a colheita do próximo ano. A expectativa é de crescimento.


Plano Safra

O presidente da Fetag-AL, Givaldo Teles, afirmou que o Plano Safra 20/21, lançado quarta-feira passada, 17, pelos Governo Federal, foi considerado um desastre para o segmento da agricultura familiar que esperava um aporte de, no mínimo, R$ 40 bilhões, tendo sido anunciados R$ 33,2 bilhões.


Técnica

Apesar das dificuldades enfrentadas pelos agricultores familiares, que fazem parte do Programa do Leite e estão desde janeiro passado sem receber os pagamentos por parte do governo, a CPLA mantém atuante o trabalho de assistência técnica no campo. As ações, com visitas regulares executadas pela equipe técnica da cooperativa junto aos produtores, promovem o aumento da produção e garantem a sanidade do rebanho e da qualidade do leite produzido.


Sem prisão

“Não há cativeiro para a democracia”. Em sua conta no Twitter, o senador Renan Calheiros (MDB-AL) avaliou o atual cenário da política brasileira e seus prováveis desdobramentos. “Desde o início, Bolsonaro estava convicto de que faria a democracia brasileira refém de seus delírios”, tuitou Renan.


Refém

Segundo o senador, o presidente Jair Bolsonaro “está descobrindo, da pior forma possível”, que não há cativeiro para a democracia: “Desde o início, Bolsonaro estava convicto de que faria a democracia brasileira refém de seus delírios. Está descobrindo, da pior forma possível, que não há cativeiro para ela. Liberdade acima de tudo, Constituição acima de todos.”

Mais matérias
desta edição