app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Mercado Alagoas

Confira os destaques da economia alagoana #MA13012021

.

Por Edivaldo Junior | Edição do dia 13/01/2021 - Matéria atualizada em 12/01/2021 às 22h17

Aérea

Mais de 180 mil pessoas embarcaram ou desembarcaram no Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares em dezembro de 2020. O número representa mais de 90% do volume registrado no mesmo mês de 2019, quando a movimentação ficou em pouco mais de 190 mil passageiros no principal aeroporto de Alagoas.


Superando

Os dados publicados pela AENA Brasil, administradora do aeroporto, superam as metas estabelecidas pela Sedetur-AL. O secretário do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rafael Brito, conta que havia estabelecido como meta para o mês de dezembro um volume de passageiros de até 80% do que foi o registrado em 2019.


Recuperação

“Nós tínhamos uma meta e conseguimos superá-la. Este é um resultado direto da recuperação gradual da nossa malha aérea, com concessão de benefícios fiscais. Tivemos também um forte trabalho de promoção do turismo, implantando seguros e rigorosos protocolos sanitários que nos renderam o selo Safe Travels de segurança sanitária para o setor”, pontuou o secretário Rafael Brito.


Malha aérea

A malha aérea alagoana cresceu gradualmente após a queda sofrida devido à pandemia do novo coronavírus. Em dezembro, o Estado contava com 19 voos diários, em média, recuperando cerca de 75% do seu contingente aéreo pré-pandemia, quando a frequência dessas operações era de 26 em média.


Extras

Além da malha aérea regular, o Estado contou com voos extras e fretados para os principais mercados emissores de turistas no mercado nacional. Até março deste ano, Alagoas recebe 120 operações de fretamento de grandes operadoras como CVC, Azul Viagens e FRT Operadora.


Palma

A comunidade de Alto de Coelhos, no município de Água Branca, ganhou em dezembro o primeiro viveiro polo de aclimatação de mudas de palma forrageira. O projeto, que prevê atender 660 agricultores de forma direta e outros 6.600 indiretamente, é uma parceria entre a Codevasf e do Projeto Dom Helder Câmara (PDHC).


Projeto

A iniciativa prevê a multiplicação, em laboratório, de mudas de palmas forrageiras resistentes à cochonilha do carmim, uma praga que causa danos sérios à cultura. É esperada a produção de 5 milhões de mudas da espécie, com ênfase em variedades tolerantes à praga.


Mais...

O brasileiro enfrentou uma pressão sobre os preços no fim de 2020, com o gás de cozinha, que encerrou o ano passado com alta de 9,24%, segundo o IPCA. O número representa mais que o dobro da inflação de 4,52% registrada no ano passado.


... caro

Atualmente, o preço do botijão de 13kg custa entre R$ 59,99 e R$ 105, com preço médio de R$ 75,04, segundo o levantamento semanal da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). No início da pandemia de Covid-19, o preço médio estava em R$ 69.


Emprego

O Grupo Carajás apresentou à Prefeitura de Maceió um projeto de expansão da rede na parte baixa da cidade. A nova loja deve gerar 500 empregos. A rede alagoana é a 8ª maior loja de construção do Brasil. Com unidades existentes em Alagoas, Ceará e Paraíba. De acordo com o superintendente da Carajás, Abílio Mendonça, a construção de mais uma unidade leva em consideração também um projeto sustentável e voltado ao futuro.


MEI

O ano de 2021 começou e uma das primeiras obrigações do Microempreendedor Individual é fazer a Declaração Anual do Simples Nacional, informando o valor do faturamento bruto (valor total das vendas de mercadorias e serviços) do ano anterior referente às atividades de comércio, indústria e serviço. O prazo para declarar em 2021 já teve início e o MEI tem até o dia 31 de maio para realizar a declaração e sem o pagamento de multas.

Mais matérias
desta edição