app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Mercado Alagoas

Confira os destaques da economia alagoana #MA13022021

.

Por Edivaldo Junior | Edição do dia 13/02/2021 - Matéria atualizada em 12/02/2021 às 21h37

Reabertura

Dirigentes da Asplana se reuniram na semana passada com o secretário da Fazenda, George Santoro. Em pauta, a criação de um incentivo, na modalidade de crédito presumido do ICMS, que possibilitaria a reabertura de usinas de cana-de-açúcar que estão fechadas e em recuperação judicial, modelo já adotado com sucesso em Pernambuco.


Dos dois lados

O presidente da Asplana, Edgar Filho, explica que existe hoje um cenário favorável, que possibilitaria a reabertura de uma a duas usinas em Alagoas: “Hoje temos um grupo de fornecedores interessados de um lado e empresários do setor industrial, que estão com usinas fechadas, do outro, querendo reabrir no mínimo uma indústria. Agora, só falta o incetivo do governo para viabilizar”, aponta.


Exemplo

O modelo adotado em Pernambuco possibilitou até o momento a reabertura de três usinas, que atualmente são operadas por cooperativas de fornecedores de cana. Ao menos uma dessas unidades, que fica próxima à divisa do nosso estado, tem moído cana de Alagoas. “Hoje tem muita cana nossa sendo levada para Pernambuco. Com a reabertura de uma usina na Região Norte, a situação poderia se inverter”, pondera Edgar.


Estudo

O secretário da Fazenda, George Santoro, avalia que a concessão do incentivo especificamente para viabilizar a reabertura de usinas por cooperativas de fornecedores é possível. “O Estado tem interesse. O governador Renan Filho já disse que se tiver um bom projeto, o governo vai atuar para viabilizar a abertura de uma, duas ou mais usinas”, aponta.


E mais estudos

De acordo com Santoro, a Sefaz já iniciou os estudos para a viabilização de reabertura de usinas. “Teremos reunião com empresários do setor e em seguida o governador Renan Filho deverá convocar uma reunião da Câmara Setorial da Cana-de-açúcar para tratar desta questão”, adianta.


Interesse

O secretário da Fazenda avalia que a reabertura de usinas pode ajudar muito na economia do Estado, principalmente porque evitaria a perda de matéria-prima para Pernambuco e contribuiria para a geração de empregos em Alagoas: “Com a volta de uma dessas unidades que estão fechadas, além de gerar oportunidades na indústria, também será possível gerar empregos no campo, até porque a tendência é que se aumente a produção de cana-de-açúcar na região que for beneficiada”, pondera.


Pindorama

Com mais de 860 mil toneladas de cana processadas até a primeira semana de fevereiro, a usina da Cooperativa Pindorama deve concluir a safra 20/21 com uma variação positiva de até 5% em comparação ao ciclo passado, beneficiando mais de 940 mil toneladas de cana. A unidade industrial foi a primeira a iniciar a safra em Alagoas, na segunda quinzena de agosto de 2020.


Benefício

Foi publicada, na quinta-feira (11), no Diário Oficial da União, a portaria Nº 4, que determina o pagamento do benefício Garantia-Safra aos agricultores que aderiram na safra 19/20. Neste mês, receberão o pagamento agricultores de Alagoas, Bahia, Ceará, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Piauí e Sergipe. O montante em recurso autorizado para esses agricultores chegará a mais de R$ 74 milhões.


Antecipando

Diante do cenário imposto em relação à pandemia de Covid-19, a Secretaria de Política Agrícola decidiu antecipar, de forma excepcional, o pagamento do Programa Garantia-Safra referente a 19/20. O pagamento do Garantia-Safra será realizado integralmente em parcela única de R$ 850.


Visita

Em busca de referências para a produção sustentável de leite entre os pequenos produtores assistidos pelo Sebrae Alagoas, um grupo da instituição visitou a Agropecuária Pereira e o Laticínio Engenho do Queijo, em Junqueiro/AL,nesta sexta-feira,12.

Mais matérias
desta edição