app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Mercado Alagoas

Confira os destaques da economia alagoana #MA31032021

.

Por Edivaldo Junior | Edição do dia 31/03/2021 - Matéria atualizada em 30/03/2021 às 22h25

Perda

Alexandre Toledo, 65 anos, morreu na madrugada de terça-feira (30), por complicações da Covid-19. Ele estava internado em São Paulo havia dois meses, para tratamento da doença.


Agro

Alexandre foi lembrado por cargos importantes que exerceu: prefeito de Penedo, deputado federal, secretário de Saúde. Toledo, embora político, teve uma vida inteira dedicada ao agro. Antes e depois de ocupar cargos públicos. Agrônomo, esteve à frente da Usina Paisa, onde inovou no uso de técnicas de cultivo – especialmente irrigação – na região do baixo são francisco.


Seagri

No setor público, uma das passagens mais marcantes de Alexandre Toledo foi a Secretaria de Agricultura. Foi o primeiro a ocupar a Pasta no governo de Teotônio Vilela Filho e implantou importantes programas, de incetivo à produção, com destaque para o leite, ovinocaprinocultura e arroz, entre outras culturas.


Gratidão

O presidente da Associação dos Criadores de Alagoas (ACA), Domício Silva, lamentou o falecimento de Alexandre Toledo. “A ACA e seus associados reconhecem a conduta exemplar e o compromisso com que Alexandre tratou as pautas da agropecuária alagoana. Nossa eterna gratidão!”, afirma Domício.


Legado

O ex-governador Teotonio Vilela manifestou, a sua tristeza pelo falecimento do ex-prefeito de Penedo, Alexandre Toledo. Segundo o ex-governador, “Alexandre Toledo nos deixa um legado de trabalho e de referência política”.


Homenagem

A Câmara Municipal de Coruripe homenageou, com a entrega de uma placa, a Cooperativa Pindorama pelo beneficiamento recorde de um milhão de toneladas de cana. A solenidade ocorreu durante a realização da assembleia geral da empresa, ocorrida na segunda-feira passada.


Aprovado

A assembleia geral, que aconteceu com público reduzido e obedecendo todos os protocolos de segurança contra a Covid-19, tratou de assuntos comuns como: apresentação dos relatórios de atividades e apresentação de balaço geral referente ao ano de 2020, eleição do conselho fiscal, entre outros. Todos os relatórios e balanços foram aprovados por unanimidade de votos pelos associados e pelos integrantes do Conselho Fiscal.


SUS

Conhecido como o SUS do agronegócio, o Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agropecuária (Suasa) completou 15 anos ontem, 30. O objetivo do sistema é promover a saúde animal, a sanidade vegetal e a segurança alimentar. Este 30 de março marca a publicação do Decreto n° 5.741, que, em 2006, regulamentou o Sistema.


ATR

Com um crescimento de 8,5% em comparação a fevereiro, o ATR de março teve preço líquido de R$ 1,1387 e, com isso, manteve a sequência de alta registrada nos últimos meses.


Reflexo

“Quase R$ 10 de aumento por tonelada (cana padrão) é reflexo da subida de preço do açúcar VHP, além do câmbio positivo para exportação. Em Alagoas, o mix da ATR é baseado na exportação do açúcar VHP e quando o câmbio sobe, o produto se valoriza”, afirma o presidente do Consecana-AL/SE e da Asplana, Edgar Filho.


Mix

Além do VHP, o açúcar cristal e o etanol também contribuíram para uma variação positiva do ATR em março, aponta Edgar: “Em resumo, todos os produtos do mix tiveram aumento de preço, aliados à alta do dólar. A tendência é que estes preços sem mantenham no próximo mês. Mas, se houver queda, deverá ser pequena. Vai começar a safra do Centro/Sul e a expectativa é que seja menor que a do ciclo passado por conta da seca que ocorreu por lá. A expectativa do setor é otimista com relação a preços, sendo igual ou melhor que os do ano passado. A mesma coisa serve para a safra”, destacou.

Mais matérias
desta edição