app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Mercado Alagoas

Confira os destaques da economia alagoana #MA30042021

.

Por Edivaldo Junior | Edição do dia 30/04/2021 - Matéria atualizada em 29/04/2021 às 22h09

Complicando

Três diferentes pesquisas de opinião divulgadas esta semana (Vozes, Ibrape e Paraná) apontaram tendências divergentes para as eleições de 2022 em Alagoas. Os desempenhos de possíveis candidatos foi muito diferente nos levantamentos. Os resultados discrepantes só serviram para complicar ainda mais os prováveis cenários na política estadual.


Trabalhador

Devido à pandemia da Covid-19, a diretoria da Cooperativa Pindorama optou por uma programação virtual com a realização de live para celebrar a tradicional festa do Dia do Trabalho, que ocorre amanhã, dia 1º de maio. A programação aberta ao público começa às 18h, com celebração de culto/missa e apresentação de inaugurações, reformas e aquisições efetuadas pela cooperativa, assim como sorteio de prêmios. 


Irrigação 

O Ministério da Agricultura e o Banco do Nordeste lançaram, ontem, o Programa de Fomento à Agricultura Irrigada no Nordeste (Profinor), que tem o objetivo de promover o desenvolvimento sustentável da Região Nordeste, além do norte de Minas Gerais e norte do Espírito Santo. 


Crédito

A Cooperativa de Crédito Cresol segue em expansão pelo Brasil e vai inaugurar nesta sexta-feira, 30, sua primeira agência de relacionamento em Alagoas. A unidade, que foi instalada no município de Pão de Açúcar, já conta com quase 20 mil correntista e se fortalece no momento em que agências como as do Banco do Brasil estão se retirando das cidades.


Articulação

A Federação Unicafes Alagoas, entidade que representa as cooperativas da agricultura familiar, conseguiu unidade da bancada federal de Alagoas acerca dos assuntos do segmento durante semana de atividades em Brasília/DF. Os representantes das cooperativas participaram de audiência com o senador Fernando Collor e com parlamentares como Tereza Nelma, Marx Beltrão e Isnaldo Bulhões.


Demandas

O grupo alagoano reportou aos parlamentares as demandas do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), apresentando uma nova dinâmica para o Programa, nos âmbitos Nacional e Estadual, com o reforço de recursos de emendas parlamentares e compra direta via Conab e Central de Cooperativas. As audiências também trataram do Programa do Leite e continuidade do Selo Biocumbustíveis. 


Saldo

O saldo é considerado positivo, segundo o presidente da Unicafes, Antonino Cardozo. “Queremos agradecer à prontidão dos deputados que nos escutaram e procuraram soluções para a agricultura familiar, assumindo compromisso de sensibilizar o governo do Estado a repaginar o PAA. O objetivo da Unicafes é ampliar a discussão para reconfiguração para que possa recuperar o mais de 35 mil pequenos produtores que vem sofrendo com a falta de mercado”, salientou. 


Compromisso

Coordenadora da bancada federal, a deputada Tereza Nelma assumiu o compromisso de maximizar o tema, visto a necessidade por medidas emergenciais ao setor. “Recebi a demanda das cooperativas e é preocupante toda essa situação. Faltam oportunidade e opções desse canal mais efetivo para a compra institucional e políticas públicas”, frisou.


Café

Os projetos para a agricultura familiar voltam a ser discutidos pela bancada federal e cooperativas, em Maceió/AL, na próxima segunda-feira, 3. Um café da manhã será realizado no auditório da CPLA, às 10h. Desta vez, o diálogo acontece com a participação de mais cooperativas.


Emergencial

“Os empresários estão ansiosos”, diz o assessor econômico da Fecomércio AL, Victor Hortencio, diante do cenário de prorrogação do Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda (BEm), aprovada na terça-feira (27), após quatro meses de expectativa. Em Alagoas, a medida deve injetar R$ 112 milhões na economia.


Alívio

De acordo com Hortencio, a nova rodada do BEm é um alívio para a classe empresarial, pois prevê a possibilidade da volta da redução da jornada de trabalho, o que possibilita, por sua vez, a redução do salário dos colaboradores, e ainda permite a suspensão temporária dos contratos de trabalho, ambas viabilizadas com pagamento de benefício pelo governo federal, por até 120 dias.


Redução

O assessor econômico ressalta que a retomada do programa contará com menos de um terço do valor disponibilizado em sua primeira edição, quando formalizou 20 milhões de acordos em todo país, amparada por um montante de R$ 33,5 bilhões. Em Alagoas, a medida movimentou R$ 376 milhões e beneficiou 89,4 mil trabalhadores.

Mais matérias
desta edição