app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Mercado Alagoas

Confira os destaques da economia alagoana #MA16062021

.

Por Edivaldo Junior | Edição do dia 16/06/2021 - Matéria atualizada em 16/06/2021 às 04h00

Cobre

A Mineração Vale Verde (MVV) inaugura, nesta quarta-feira (16), às 8h30, a sua unidade de beneficiamento de minério de cobre no município de Craíbas, no Agreste alagoano. Com mais de R$ 1 bilhão investido desde o início da sua implantação, em 2018, a MVV é a primeira mineradora do estado e o maior investimento privado dos últimos dez anos.


Empregos

Com incentivos do Prodesin, a Mineração Vale Verde tem previsão de iniciar suas operações ainda no segundo semestre de 2021, após a realização de testes eletromecânicos. A empresa, que irá atuar no beneficiamento e produção de concentrado de cobre, estima a geração de cerca de 600 empregos diretos e 1.800 indiretos.


Serrote

Com reservas publicadas de 52 milhões de toneladas de cobre sulfetado, a vida útil da mina do Projeto Serrote, em Craíbas, está estimada em 14 anos. A empresa atua em Alagoas desde 2007. A partir de pesquisas realizas em campo, a Vale Verde vai explorar o minério de cobre e pode também vai direcionar suas atividades para a extração de ferro e ouro. Os minérios são oriundos de duas jazidas, sendo uma localizada na cidade de Craíbas, batizada de “Serrote da Laje”, e outra no município de Igaci.


Pausa

Foi um longo processo até a Vale Verde sair do papel. No governo de Téo Vilela, o secretário de Desenvolvimento Econômico, Luiz Otávio Gomes, fez o que tinha que fazer, mas o grupo que era dono da mineração, a Aura Minerals (do Canadá) desistiu de continuar com o projeto.


Retomada

Em março de 2018, o fundo de investimento londrino Appian Natural fez a aquisição da mineração e anunciou a construção da mineradora, agora já no governo de Renan Filho. Quem conduziu todo o processo para viabilizar o início da mineração de cobre em Alagoas foi o secretário Rafael Brito.


VBP

O Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) de maio deste ano atingiu o valor de R$ 1,11 trilhão. A cifra é 11,8% superior ao obtido em 2020, que foi de R$ 993,9 bilhões. As maiores contribuições para o crescimento são observadas em arroz, milho, soja e carne bovina, que tiveram dois anos consecutivos de forte aumento de preços reais.


Elevado

As lavouras tiveram um aumento do VBP de 15,8%. A pecuária, 3,8%. Essas duas atividades obtiveram neste ano o mais elevado valor em 32 anos. Os produtos que tiveram os maiores acréscimos do VBP foram arroz (5,7%), milho (20,3%), soja (31,9%) e trigo (35,1%). Com crescimento mais modesto, encontram-se cacau e cana de açúcar.


Irrigação

Uma das pautas do setor sucroenergético alagoano, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, afirmou, ontem, que a expansão da agricultura irrigada precisa ser vista como uma ferramenta estratégica para o aumento da produtividade no Brasil. Ao participar do seminário “Irrigar é Alimentar”, ela destacou que o Brasil tem apenas 3% de sua produção agrícola irrigada, enquanto a média mundial é de 20%.


Maior

Por meio do Programa Alagoas Maior, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), entregou refrigeradores que serão utilizados para o armazenamento da produção de polpas de frutas da Cooperativa dos Pequenos Produtores Rurais do Vale do Mundaú (Coopervale) em União dos Palmares.


Central

Representantes da União das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Unicafes/AL) solicitaram ao prefeito de Arapiraca, Luciano Barbosa, durante reunião sobre a agricultura familiar na região, nesta terça-feira,15, a instalação da Central de Cooperativas no prédio da então fecularia do município. O espaço deverá funcionar como centro de distribuição dos produtos da agricultura familiar, além de estocagem, empacotamento e pesagem.

Mais matérias
desta edição