app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Mercado Alagoas

Confira os destaques da economia alagoana #MA12112021

.

Por Edivaldo Junior | Edição do dia 12/11/2021 - Matéria atualizada em 11/11/2021 às 22h28

Açúcar 

Desde o início da safra 21/22, as usinas produziram 378.652 toneladas de açúcar. Desse total, 304.843 toneladas foram do tipo VHP, exportado para os mercados mundial e americano e fabricado por 14 das 15 usinas em operação neste ciclo da cana em Alagoas. 


Cristal 

Já a quantidade de açúcar cristal produzida foi de 73.809 toneladas. Comercializado com o mercado interno, esse tipo de açúcar foi produzido apenas por nove das 15 unidades industriais em funcionamento nesta safra. 


CPLA

Representantes da Cooperativa de Produção Leiteira de Alagoas (CPLA) participaram, ontem, 11, do encontro ‘Rota da Merenda Legal’ promovido pela Unicafes/AL, no auditório do Instituto Federal de Alagoas (Ifal), em Maceió. A CPLA, que faz parte da Unicafes, também contou no encontro com um estande para a apresentação de alimentos produzido pela cooperativa formada por agricultores familiares, produtores de leite de Alagoas. 


Certificado 

Alagoas, por meio do Alagoas Previdência, é o primeiro estado com Regime Próprio de Previdência Social (RPPS) do país a obter o nível mais avançado na Certificação Pró-Gestão. O certificado é concedido pelo Ministério da Economia, por meio da Secretaria Nacional de Previdência, e representa o esforço da entidade em alcançar a excelência nos serviços previdenciários em Alagoas. 


Ocupação

Com mais um feriado prolongado em novembro, dessa vez devido à celebração da Proclamação da República, que acontece na próxima segunda-feira (15), a ocupação hoteleira média no Estado será de aproximadamente 92%, segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH) de Alagoas.


Positivos

Para o presidente da ABIH de Alagoas, André Santos, a alta procura pelo Destino Alagoas nos feriados é gratificante. “Esses números são bastante positivos. Tivemos uma boa procura no feriadão do Dia de Finados e a previsão é que para o feriado da Proclamação da República tenhamos uma ocupação de 92%. Claro, apesar dos números, ainda não estamos totalmente recuperados. É provável que leve de dois a três anos para a recuperação do setor hoteleiro”, pontua.


Rota

Buscando reposicionar a produção da agricultura familiar no mercado de compras institucionais que envolvem o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), a Unicafes-AL deu início, nessa quinta-feira,11, ao “Rota da Merenda Legal”, durante encontro no Ifal. O evento contou com 160 participantes de 13 municípios da região metropolitana entre diretores escolares, nutricionistas e professores. 


Meta

A ação busca aproximar a agricultura familiar e profissionais da Educação que lidam diretamente com a composição da merenda escolar com intuito de ampliar a participação dos itens da agricultura para além dos 30%, mínimo, previsto em lei. 


Merenda

Com 34 cooperativas vinculadas e cerca de 10 mil agricultores registrados, a Unicafes apresentou os produtos das cooperativas com a “Quitanda Coop”. Os gestores puderam degustar e saber mais sobre a produção da agricultura familiar como as bebidas lácteas, leite em pó, manteiga, arroz, frutas e legumes, além de hortaliças. 


Reforço 

“A efetivação do PNAE nas escolas gera um acréscimo de quase R$ 20 mil ao ano na renda do pequeno produtor, além de promover o consumo de alimentos orgânicos e na dinamização da economia dos municípios. A gente soma hoje um resultado positivo, alcançando toda uma comunidade, que pode ser parceira da agricultura familiar”, destacou Antonino Cardozo, presidente da Unicafes Alagoas.


Quem foi 

Estiveram presente no evento o superintendente do Sebrae Alagoas, Marcos Vieira; o secretário de Educação de Maceió, Elder Maia; o vereador de Maceió Valmir Gomes; representantes do Conselho de Nutrição da 6ª Região (CRN-6), TCE e Associação dos Procuradores Municipais de Alagoas (APROMAL)


Investimento

A Semed anunciou a destinação do recurso de 90% do PNAE para agricultura familiar, sendo investidos R$ 8,5 milhões. “Já estamos no processo de finalização e em duas semanas já estaremos em processo de entrega para as 54 mil crianças da rede de ensino de Maceió, espalhadas por 143 unidades. Então já, já esses produtos chegam à mesa dessas famílias. Para nós é motivo de orgulho e satisfação. E parabenizo a todos envolvidos nesse projeto Merenda Legal, os agricultores merecem e os estudantes precisam muito dessa alimentação no cotidiano”, destacou o secretário Elder.

Mais matérias
desta edição