app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5647
Mercado Alagoas

Confira os destaques da economia alagoana #MA28112023

.

Por Edivaldo Junior | Edição do dia 28/11/2023 - Matéria atualizada em 28/11/2023 às 04h00

Carnes

Dados do IBGE revelam que a produção de carnes no Brasil atingiu um recorde de 6,39 milhões de toneladas nos primeiros nove meses de 2023. Esse aumento significativo de 8,37% em relação ao mesmo período de 2022 e 4,5% superior ao recorde anterior de 2019 destaca a robustez da pecuária nacional.


Aceitação

Mesmo com uma queda de 5% no valor das exportações em comparação com 2022, as carnes brasileiras mantêm uma sólida aceitação internacional, conforme aponta um relatório da Secretaria de Comércio Exterior.


Liderança

O Brasil continua liderando como o principal exportador mundial de carne bovina in natura, totalizando mais de 1,6 milhão de toneladas exportadas até o momento em 2023.


Etanol

Na primeira quinzena de novembro, as vendas de etanol totalizaram 1,26 bilhão de litros, o que representa aumento de 10,83% em relação ao mesmo período da safra 2022/23. O volume comercializado de etanol anidro no período foi de 486,43 milhões de litros, queda de 2,28%, enquanto o etanol hidratado registrou venda de 775,76 milhões de litros, crescimento de 21,01%.


Doméstico

No mercado doméstico, as vendas de etanol hidratado na primeira metade de novembro totalizaram 764,65 milhões de litros, variação de 19,94% em relação ao ano passado.


CBios

Dados da B3 registrados até o dia 23 de novembro indicam a emissão de 31,07 milhões de CBios em 2023. Em posse da parte obrigada do programa RenovaBio há cerca de 25,35 milhões de créditos de descarbonização. Esse valor considera o estoque de passagem da parte obrigada em 2021 somada com os créditos adquiridos em 2022 e 2023, até o momento, subtraída a meta referente ao ano de 2022.


Arrecadação

A arrecadação da União com impostos e outras receitas teve leve alta, alcançando R$ 215,60 bilhões em outubro, segundo dados divulgados pela Receita Federal. O resultado representa aumento real de 0,1%, ou seja, descontada a inflação, em valores corrigidos pelo IPCA, em comparação com outubro de 2022.


Acumulado

No acumulado de janeiro a outubro, a arrecadação chegou a R$ 1,9 trilhão, recuo real de 0,68%, em relação aos nove primeiros meses do ano passado.


Crescimento

Pela terceira semana seguida, a previsão do mercado financeiro para o IPCA – considerada a inflação oficial do país – teve redução, passando de 4,55% para 4,53% este ano. A estimativa está no Boletim Focus com a expectativa de instituições financeiras para os principais indicadores econômicos. Para 2024, a projeção da inflação ficou em 3,91%. Para 2025 e 2026, as previsões são de 3,5% para os dois anos.


Estimativa

A estimativa para 2023 está acima do centro da meta de inflação que deve ser perseguida pelo BC. Definida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), a meta é de 3,25% para 2023, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo. Ou seja, o limite inferior é 1,75% e o superior 4,75%.


Relatório

Segundo o BC, no último Relatório de Inflação, a chance de o índice oficial superar o teto da meta em 2023 é 67%. A projeção do mercado para a inflação de 2024 também está acima do centro da meta prevista, fixada em 3%, mas ainda se situa dentro do intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual.

Mais matérias
desta edição