app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5647
Mercado Alagoas

Confira os destaques da economia alagoana #MA12122023

.

Por Edivaldo Junior | Edição do dia 12/12/2023 - Matéria atualizada em 12/12/2023 às 04h00

Safra

A safra 23/24, iniciada em agosto passado, segue a pleno vapor em Alagoas. O boletim quinzenal de nº 06, com a posição acumulada até 30 de novembro, aponta que já foram processadas mais de 8,4 milhões de toneladas de cana pelas 15 usinas em operação no ciclo.

Crescimento

Face ao mesmo período da safra anterior, quando a quantidade de cana processada era superior a 7,2 milhões de toneladas de cana, houve uma variação positiva de 15,4%.

Todas

O boletim informa ainda que todas as usinas tiveram aumento na quantidade de cana esmagada em comparação à moagem anterior que oscilou de 8,5% até 42,3%.

Milhão

Até o fim de novembro, a usina Coruripe tinha sido a única a ultrapassar a marca de um milhão de toneladas de cana processadas. O boletim aponta que a unidade industrial havia beneficiado 1,8 milhão de toneladas.

Mix

Em pouco mais de três meses de moagem, foram produzidas 659.155 toneladas de açúcar, o que corresponde a um aumento de 17,8% ante o ciclo anterior, cujo acumulado era de 559.354 toneladas.

Etanol

O levantamento acrescenta ainda que foram processados 183.509 metros cúbicos de etanol. Em comparação ao mesmo período da moagem 22/23, quando o acumulado era de 158.937 metros cúbicos, houve um aumento de 15,4%.

Rua

Um estudo do Ipea indica que os principais motivos que levam as pessoas a morarem na rua são problemas familiares e o desemprego. Os resultados levam em conta os dados presentes no CadÚnico. Segundo esse cadastro, 227 mil pessoas estavam oficialmente registradas como em situação de rua em agosto de 2023.

Turismo

O setor do turismo deve faturar na alta temporada - entre novembro deste ano e fevereiro de 2024 - R$ 155,87 bilhões, segundo CNC. A entidade diz que esse valor representa aumento real de 5,6%, em relação ao mesmo período da última temporada, sendo a maior movimentação financeira do setor desde o início do levantamento, em 2012.

Mandioca

O diretor da Unicafes-AL, Eloizio Lopes Júnior, foi eleito, de forma unânime, presidente da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva da Mandioca, ligada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). O ato aconteceu durante encontro técnico virtual realizado na quarta-feira, 6, que oficializou a presidência do alagoano para o biênio 2024/2025.

Representando

Integrante da Câmara desde 2006, Eloizio Lopes é um exímio quadro técnico do setor em Alagoas, e teve seu nome referendado através da Unicafes Nacional. A Câmara Setorial da Mandioca é instituída pelo Mapa e conta com representantes de 25 instituições dos setores público e privado do Brasil.

Fortalecendo

Segundo Lopes, o trabalho deverá fortalecer o setor nacionalmente. “Queremos avaliar e propor, por exemplo, o emprego de mais tecnologia e a expansão da produção de mudas e sementes. Para isso, faremos um planejamento estratégico para os próximos cinco anos”, disse.

Treinamento

A Unicafes Alagoas participou do 3º Encontro da Oficina de Construção do Sistema Nordestino de Finanças Solidárias, realizado em Arapiraca no último final de semana. Estiveram presentes representantes das Bahia, Pernambuco e do Ceará.

Termo

Na ocasião, foi assinado o termo de intercooperação com o Conselho Gestor do Fundo Rotativo (COGEFUR) do Estado da Bahia, com objetivo de oferta financiamentos para cooperativas de produção e para a expansão de bancos comunitários. Também foi celebrada a assinatura do Convênio entre a Cooperagre e o Banco Sol.

Mais matérias
desta edição