app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5647
Mercado Alagoas

Confira os destaques da economia alagoana #MA03022024

.

Por Edivaldo Junior | Edição do dia 03/02/2024 - Matéria atualizada em 03/02/2024 às 04h00

Turismo

Um dos maiores serviços de reserva de hospedagens do mundo, a Booking divulgou nesta semana o resultado da premiação que reconhece prestadores de serviços de turismo e hospitalidade por sua excelência. Entre todos os estados do Brasil, Alagoas figura na 4ª posição entre os mais acolhedores do país.

Levantamento

A 12ª edição do levantamento da plataforma levou em consideração mais de 300 milhões de avaliações de viajantes em todo o mundo em 2023. Para receber um prêmio, os parceiros de acomodação da Booking precisam ter uma nota de avaliação média igual ou superior a 8, numa escala de 0 a 10.

Emprego

Pesquisa do Sebrae - a partir de dados do Caged - aponta que as micro e pequenas empresas (MPE) responderam por oito em cada dez empregos criados na economia em 2023.

Vagas

Os dados mostram que, do saldo de 1,48 milhão de novos empregos acumulados no ano passado, os pequenos negócios responderam por 1,18 milhão de novas vagas, o que corresponde a 80,1%. Já as médias e grandes empresas (MGE) representaram 209,99 mil vagas, o equivalente a 14,2% do total.

Continuidade

Esse é o terceiro ano seguido em que as micro e pequenas empresas foram responsáveis pela maior parcela na geração de novos postos de trabalho no país. Em 2023, o destaque ficou para o setor de serviços, que liderou a criação de empregos. No acumulado do ano, esse segmento gerou 631 mil novas vagas. Já entre as médias e grandes empresas, o saldo foi de 181,87 mil novos empregos.

Destaques

Outros setores como comércio (263,25 mil vagas) e construção (180,52 mil) se destacaram entre as micro e pequenas empresas, sendo que nenhum dos setores ficou com saldo negativo entre janeiro e dezembro. Já entre as médias e grandes empresas, os outros destaques foram para a indústria da transformação (23,5 mil vagas) e o comércio (13,23 mil).

Indústria

A produção industrial do país teve alta de 1,1% em dezembro, sendo o quinto mês seguido com resultado positivo. Assim, a indústria brasileira fecha 2023 com alta de 0,2%. Em 2022, o resultado tinha sido queda de 0,7%. Os dados são do IBGE.

Aumento

O resultado ajuda a colocar a produção das fábricas no patamar superior ao período da pré-pandemia, 0,7% acima de fevereiro de 2020. Porém, o setor produtivo está ainda 16,3% abaixo do maior nível já registrado em maio de 2011.

Poucas

Apesar de o ano passado ter terminado no campo positivo, somente nove dos 25 ramos pesquisados mostraram crescimento na produção. Os destaques positivos foram registrados por indústrias extrativas, produtos derivados de petróleo e biocombustíveis e produtos alimentícios.

Negativas

Entre as atividades com indicadores negativos destacam-se veículos automotores, produtos químicos, máquinas e equipamentos, máquinas, aparelhos e materiais elétricos e equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos.

Mais matérias
desta edição