app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5710
Nacional

Do pres�dio, Beira-Mar controla tr�fico em 28 favelas, diz pol�cia

Rio – De dentro da penitenciária Bangu 1 (zona oeste), o traficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, controla o fornecimento de drogas para pelo menos 28 favelas do Rio, segundo a polícia. Anotações com supostas contabilidades do tráfico a

Por | Edição do dia 03/09/2002 - Matéria atualizada em 03/09/2002 às 00h00

Rio – De dentro da penitenciária Bangu 1 (zona oeste), o traficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, controla o fornecimento de drogas para pelo menos 28 favelas do Rio, segundo a polícia. Anotações com supostas contabilidades do tráfico apreendidas na cela de Beira-Mar, em operação da Polícia Civil na sexta-feira, servirão de base para a instauração de novo inquérito contra o traficante. Na vistoria, feita nas 11 celas da galeria A do presídio de segurança máxima, policiais encontraram, ainda, no lixo da cela de Beira-Mar, bilhetes que descrevem detalhadamente as reformas que seriam feitas no que o traficante chama de “casa verde”. Policiais da Delegacia de Repressão a Ações Criminosas Organizadas (Draco) e da Coordenadoria de Inteligência da Polícia Civil (Cinpol) estão analisando a suposta contabilidade do traficante. As primeiras análises indicam que as contas seriam relativas ao fornecimento de cocaína e maconha para 28 favelas do Rio no período de uma semana. “Os nomes dos traficantes que recebem a droga de Beira-Mar e o das favelas estão em código, assim como as quantidades de cada droga. Já sabemos que, dependendo da favela, o traficante cobra entre R$ 7.000 e R$ 8.000 pelo quilo da cocaína. Está mais do que provado que ele continua trabalhando de dentro do presídio”, afirmou o delegado-titular da Draco, Ricardo Hallak.

Mais matérias
desta edição