app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5716
Nacional

Pai mata filho em ritual de magia negra

Policiais da cidade piauiense de São João da Serra (155 quilômetros ao Norte de Teresina) desvendaram, ontem, o assassinato do estudante Marcos José Bastos, 12 anos. O corpo do menino foi esquartejado a facadas: o tórax dividido em três partes, pernas e b

Por | Edição do dia 05/09/2002 - Matéria atualizada em 05/09/2002 às 00h00

Policiais da cidade piauiense de São João da Serra (155 quilômetros ao Norte de Teresina) desvendaram, ontem, o assassinato do estudante Marcos José Bastos, 12 anos. O corpo do menino foi esquartejado a facadas: o tórax dividido em três partes, pernas e braços separados do corpo e cabeça esmagada. A polícia informou que tudo acon-teceu em um ritual de magia negra na zona rural daquela cidade. Quando o corpo foi encontrado já estava sendo comido por urubus. O principal suspeito do crime é o próprio pai do garoto, o la-vrador aposentado José Bastos da Silva, 70 anos, mais conhecido por Zé Bastos, que está foragido. Marquinhos foi assassinado entre o fim da manhã e o início da tarde do dia 28 de agosto na localidade Curral Velho, a seis quilômetros da sede de São João da Serra. Ele saiu de casa para comprar remédios para uma de suas irmãs e nunca mais voltou. O corpo do garoto só foi encontrado por volta das 14h, de 29 de agosto: um vaqueiro, ao passar nas proximidades de um riacho, na localidade Curral Velho, percebeu restos humanos sendo comidos por urubus. Segundo o padre Cláudio Lopes, vigário de São João da Serra e que está empenhado em que se faça Justiça no caso, o principal suspeito do crime é o próprio pai do menino, que já está com prisão preventiva decretada. A polícia tem a mesma opinião. “Ouvi falar que algumas pessoas na nossa cidade acreditam que se matando crianças e praticando rituais para o Satanás podem ter vida eterna. Não sei se foi isso que aconteceu, mas esse assas-sinato chocou a população de nossa cidade”, disse, indignado, o padre Cláudio Lopes.

Mais matérias
desta edição