app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5710
Nacional

Projeto estabelece distribui��o de medicamentos a diab�ticos

Brasília – Foi enviado à Câmara dos Deputados projeto de lei, apresentado pelo senador José Eduardo Dutra (PT-SE), que estabelece a distribuição gratuita de medicamentos aos portadores de diabetes, inscritos em programa de educação. Os pacientes deverão r

Por | Edição do dia 13/10/2002 - Matéria atualizada em 13/10/2002 às 00h00

Brasília – Foi enviado à Câmara dos Deputados projeto de lei, apresentado pelo senador José Eduardo Dutra (PT-SE), que estabelece a distribuição gratuita de medicamentos aos portadores de diabetes, inscritos em programa de educação. Os pacientes deverão receber, ainda, também gratuitamente, os materiais necessários à aplicação dos medicamentos e à monitoração da glicemia capilar, provocada pela doença. Os remédios serão distribuídos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e selecionados pelo Ministério da Saúde. Na justificação da matéria, o parlamentar cita estudo censitário, realizado em 1998, segundo o qual 7,6% da população brasileira era formada por diabéticos. Hoje, a diabete é a quarta causa de morte no Brasil, que tem aproximadamente 5 milhões de doentes. José Eduardo Dutra lembra que, quando mal controlada, a doença representa um considerável encargo econômico para o indivíduo e sociedade. A maior parte dos custos do tratamento relaciona-se a complicações que, na maioria das vezes, podem ser evitadas, reduzidas ou retardadas se o paciente tiver acesso aos medicamentes e aos materiais necessários à monitoração de sua glicemia, argumenta o senador. Estudos realizados na Finlândia, citados por José Eduardo Dutra, demonstram que o custo de um dia de hospitalização do diabético equivale aos custos de dois anos de automonitoração. Nos Estados Unidos é estimado que cada dólar gasto em educação do doente representa uma economia de US$ 6 em assistência médica. Segundo José Eduardo Dutra, o SUS gasta atualmente cerca de R$ 60 milhões por ano com assistência aos diabéticos, para dar uma cobertura estimada em apenas 30% do contingente total de pessoas atingidas pelo mal.

Mais matérias
desta edição