app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5712
Nacional

Justi�a pede pris�o de “rei do mogno” no PA

Belém – O “rei do mogno” na Amazônia, o madeireiro  Osmar Alves Ferreira, foi denunciado à Justiça pelo promotor Mauro Mendes de Almeida, que também pediu sua  prisão preventiva. As acusações  são de furto qualificado, invasão de terra (esbulho possessóri

Por | Edição do dia 24/02/2002 - Matéria atualizada em 24/02/2002 às 00h00

Belém – O “rei do mogno” na Amazônia, o madeireiro  Osmar Alves Ferreira, foi denunciado à Justiça pelo promotor Mauro Mendes de Almeida, que também pediu sua  prisão preventiva. As acusações  são de furto qualificado, invasão de terra (esbulho possessório), formação de quadrilha e crime ambiental. Ferreira, segundo o promotor, lidera a extração ilegal de mogno de terras indígenas e na região conhecida por Terra do Meio, entre os municípios de Altamira e São Félix do Xingu, no sudoeste do Pará. Outros 11 madeireiros ligados a Ferreira também foram denunciados, há 15 dias, pelo promotor e estão com pedido de prisão preventiva na Justiça de Altamira. “O denunciado há muito tempo vem destruindo a Amazônia, principalmente pela exploração de mogno, construindo um império de diversas atividades, utilizando-se de meios fraudulentos para enriquecer ilicitamente”, afirma Almeida no pedido de prisão. A exportação do mogno por Ferreira, acrescenta o promotor, traz para ele fortuna em detrimento das comunidades indígenas, que têm suas terras invadidas por uma atividade ilícita e cujo saldo é um “rastro de corrupção, devastação e prostituição”.

Mais matérias
desta edição