app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5749
Nacional

PF prende deputado eleito acusado de comprar votos

Brasília – O deputado federal eleito Ronivon Santiago (PPB-AC) foi preso na madrugada de ontem em Brasília pela Polícia Federal. Ele é acusado de ter comprado votos na periferia de Rio Branco para garantir uma vaga no Congresso. A prisão preventiva havia

Por | Edição do dia 24/10/2002 - Matéria atualizada em 24/10/2002 às 00h00

Brasília – O deputado federal eleito Ronivon Santiago (PPB-AC) foi preso na madrugada de ontem em Brasília pela Polícia Federal. Ele é acusado de ter comprado votos na periferia de Rio Branco para garantir uma vaga no Congresso. A prisão preventiva havia sido decretada pela Justiça no último dia 11, após pedido do Ministério Público. Segundo os promotores do caso, Ronivon pagava R$ 100 a cada pessoa que estivesse disposta a votar nele. Entre a documentação recolhida, há vários depoimentos de eleitores que dizem ter sido aliciados pelo esquema. Também foram encontradas listas com nomes, telefones e números de títulos eleitorais de dezenas de pessoas. Ronivon terminou a eleição deste ano como o terceiro candidato a deputado federal mais votado do Acre, com 15.637 votos. Ele nega que tenha dado dinheiro a qualquer eleitor para garantir apoio. Se for condenado em definitivo neste processo, o político poderá receber pena de até quatro anos de prisão, além de perder o diploma de deputado. Se ele chegar a tomar posse, também perderá o mandato. Compra e venda Ronivon Santiago se tornou conhecido nacionalmente em 1997. Na época ele era deputado federal e chegou às manchetes dos jornais quando foi acusado de vender por R$ 200 mil seu voto para aprovar a emenda da reeleição. A pressão sobre ele cresceu, e em 21 de maio daquele ano, o político renunciou ao mandato para colocar um ponto final na crise, que ameaçava chegar ao Palácio do Planalto. Ronivon também deixou seu antigo partido, o PFL. Ronivon, que estava foragido da Justiça desde o dia 11, foi localizado terça-feira no Blue Tree Tower, um luxuoso apart-hotel em Brasília que fica a apenas 500 metros do Palácio do Planalto.

Mais matérias
desta edição