app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5712
Nacional

FHC admite indiretamente possibilidade de Lula vencer

Rio – A três dias do segundo turno das eleições, o presidente Fernando Henrique Cardoso admitiu ontem a possibilidade de vitória do candidato do PT, Luiz Inácio Lula da Silva, e cobrou do futuro presidente a manutenção das negociações para inserção do Bra

Por | Edição do dia 25/10/2002 - Matéria atualizada em 25/10/2002 às 00h00

Rio – A três dias do segundo turno das eleições, o presidente Fernando Henrique Cardoso admitiu ontem a possibilidade de vitória do candidato do PT, Luiz Inácio Lula da Silva, e cobrou do futuro presidente a manutenção das negociações para inserção do Brasil nos grandes blocos comerciais e refutou a paranóia do medo, que dominou a segunda fase da campanha presidencial. Por sete vezes, no discurso de 45 minutos na abertura do 22.º Encontro Nacional do Comércio Exterior (Enaex), ele pronunciou a palavra “medo”. “Como o brasileiro é um povo novo, não vai querer ficar com medo do que é novo e, portanto, vai continuar acreditando no Brasil. E nós vamos vencer, vença quem vencer”, declarou. Fernando Henrique aproveitou o evento, que reuniu cerca de 500 empresários do setor exportador, para fazer uma espécie de prestação de contas da gestão. Destacando avanços obtidos principalmente nas negociações internacionais, ele garantiu que não há margem de manobra para o futuro governo reverter o que classificou de conquistas de toda a sociedade. Como sempre sem citar nomes ou partidos, ele teve de se policiar para não fazer uma referência mais direta à possível vitória da oposição. “Prova maior não pode haver do que a liberdade com que estamos levando adiante este processo eleitoral e a tranqüilidade com que estamos assistindo ao que pode vir a ser uma mudança bastante forte do... Será que vai ser?”, disse, arrancando algumas risadas da platéia. E continuou, com bastante cautela, a tecer comentários sobre mudanças de rumo num novo cenário político.

Mais matérias
desta edição