app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5758
Nacional

Inc�ndio em pr�dio do Ita� faz pelo menos 15 v�timas em SP

São Paulo – Um incêndio no prédio administrativo do Itaú na rua Alfredo Pujol, em Santana, zona norte de São Paulo, deixou 15 vítimas. O gerente de setor Moisés Santos Tavares e o motorista Jaime Celestino Filho morreram por asfixia, provocada pela fu

Por | Edição do dia 21/11/2002 - Matéria atualizada em 21/11/2002 às 00h00

São Paulo – Um incêndio no prédio administrativo do Itaú na rua Alfredo Pujol, em Santana, zona norte de São Paulo, deixou 15 vítimas. O gerente de setor Moisés Santos Tavares e o motorista Jaime Celestino Filho morreram por asfixia, provocada pela fumaça. Entre as vítimas, três bombeiros e dez funcionários, que foram atendidos no pronto-socorro Santana e nos hospitais Voluntários e Mandaqui. O Itaú informou que o serviço social da empresa vai prestar apoio às famílias dos mortos. Equipes do Corpo de Bombeiros trabalhavam até o fechamento desta edição, às 23 horas, no rescaldo do incêndio. O fogo começou por volta das 15h, no segundo andar do prédio, de sete andares. ‘A brigada de incêndio que fica no local foi acionada mas não teve condições de dominar o fogo’, diz nota emitida pelo banco. Mais de 50 homens do Corpo de Bombeiros, em 30 equipes – entre caminhões, carros de Resgate e motos –, foram acionados para combater as chamas. Ainda não há estimativas sobre o prejuízo causado pelo incêndio. O prédio, destruído, era destinado para armazenamento e distribuição do material usado pelas agências. Segundo o Itaú, ”as pessoas que estavam no edifício – aproximadamente 60 pessoas (funcionários e representantes de empresas que prestam serviços para o banco) – saíram do edifício por escada localizada nos fundos”. As causas do fogo, seguido de explosões, ainda são desconhecidas. Explosão em quartel Em Quito (Equador), 150 pessoas ficaram feridas durante uma forte explosão, ocorrida ontem no principal quartel do Exército do Equador, informou Daniel Arteaga, diretor nacional de socorro da Cruz Vermelha local. A instalação militar fica situada na cidade de Riobamba, na região dos Andes equatorianos, ao sul da capital Quito. Até o fechamento desta edição não havia informações sobre vítimas.

Mais matérias
desta edição