app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5710
Nacional

Tire as d�vidas sobre as mudan�as

1 Se o PSDB se coligar nacionalmente com o PMDB, como fica a situação nos Estados? • Os dois partidos poderão disputar juntos ou lançar candidatos diferentes. PMDB e PSDB poderão se aliar a um terceiro partido, se este não tiver candidato à Presidência e

Por | Edição do dia 01/03/2002 - Matéria atualizada em 01/03/2002 às 00h00

1 Se o PSDB se coligar nacionalmente com o PMDB, como fica a situação nos Estados? • Os dois partidos poderão disputar juntos ou lançar candidatos diferentes. PMDB e PSDB poderão se aliar a um terceiro partido, se este não tiver candidato à Presidência e não fizer parte de outra coligação nacional. 2 Se o PFL lançar candidato à Presidência e não se coligar com outro partido, como fica a situação dele nos Estados? • Para concorrer às vagas no Congresso ou aos governos estaduais, o PFL poderá se coligar  com partidos que não tenham  candidato à Presidência ou que  não façam parte de aliança nacional. 3 Se Lula se coligar com partidos de oposição (PSB, PPS, PC do  B e PDT) para concorrer ao Planalto, como fica nos Estados? • O PT poderá repetir integralmente a aliança, desmembrá-la ou ficar sozinho nos Estados. Numa aliança nacional entre três partidos, dois deles – PPS e PDT, por exemplo – poderão reproduzir a coligação no Estado e PSB pode investir sozinho numa candidatura a governador. Poderão ainda permanecer unidos a um quarto partido, desde que ele não tenha candidato às Presidência nem pertença a uma coligação nacional. 4 Se o PMDB não fizer alianças para as eleições à Presidência nem tiver candidato próprio, ficará sem parceiros nas disputas estaduais? • O partido pode aliar-se a qualquer outro nos Estados. 5 Serão permitidas coligações brancas? Ou seja, um partido declarar apoio informal a outro, sem participar formalmente da aliança? • Sim. Só que o tempo reservado a este partido no horário eleitoral será dividido igualitariamente entre todos os partidos e coligações que tiverem candidatos. A Justiça Eleitoral vai examinar se o integrante desse partido poderá subir no palanque ou aparecer no programa do candidato à Presidência. 6 O que acontece no segundo turno se der Lula e Serra, por  exemplo? • Nada impede que os candidatos perdedores e seus partidos apóiem um dos dois finalistas. Mas esse apoio é informal e o tempo de TV será dividido igualmente para Serra e Lula. Se Roseana estiver coligada com o PPB no primeiro turno, o PFL e o PPB podem apoiar Serra. Mas esse apoio é informal, uma espécie de coligação branca, já que esses partidos não faziam parte da coligação de Serra no primeiro turno. Nos  Estados vale a mesma regra. (Fonte: Agência Globo).

Mais matérias
desta edição