app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Nacional

Marina perde direito de resposta sobre pr�-sal

Brasília – O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) rejeitou, ontem, o pedido de direito de resposta da Coligação Unidos pelo Brasil (PSB, PPS, PPL, PHS, PRP e PSL) e da candidata à Presidência da República, Marina Silva, em razão da propaganda eleitoral gratu

Por | Edição do dia 19/09/2014 - Matéria atualizada em 19/09/2014 às 00h00

Brasília – O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) rejeitou, ontem, o pedido de direito de resposta da Coligação Unidos pelo Brasil (PSB, PPS, PPL, PHS, PRP e PSL) e da candidata à Presidência da República, Marina Silva, em razão da propaganda eleitoral gratuita na televisão da presidente e candidata à reeleição Dilma Rousseff sobre o pré-sal. A coligação de Marina pedia o direito a um minuto no programa de Dilma para responder às informações apresentadas pelo programa de TV da adversária sobre a proposta do pré-sal. O objetivo era rebater a afirmação de que Marina é contra a exploração de petróleo do pré-sal e que eliminaria os recursos provenientes dessa fonte que seriam aplicados na saúde e na educação. Em seu parecer, o ministro relator Admar Gonzaga avaliou que o “direito de resposta não se presta para rebater questões que podem ser debatidas nas vias próprias para a exposição política, quais sejam, por meio de discursos, entrevistas, impressos, sítios de internet, redes sociais e no horário destinado à propaganda eleitoral”.

Mais matérias
desta edição