app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5730
Nacional

Collor celebra 25 anos de governo

Há 25 anos, o Brasil promovia a abertura da economia ao mercado mundial. E essa conquista só foi possível porque o presidente da República Fernando Collor decidiu enxugar o peso da máquina pública, incentivar a produção industrial e valorizar o trabalhado

Por | Edição do dia 30/06/2015 - Matéria atualizada em 30/06/2015 às 00h00

Há 25 anos, o Brasil promovia a abertura da economia ao mercado mundial. E essa conquista só foi possível porque o presidente da República Fernando Collor decidiu enxugar o peso da máquina pública, incentivar a produção industrial e valorizar o trabalhador. Na tarde de ontem, em discurso, o senador Fernando Collor relembrou alguns destes fatos e aproveitou para mostrar, mais uma vez, o conluio que diz existir entre integrantes da Procuradoria-Geral da República (PGR) e a revista Veja. “Novos obstáculos se impõem nessa minha luta solitária, em que esse Pasquim forma um conluio com setores da PGR”, disse ele. Collor lembrou que, numa época em que já era visível uma aceleração da economia mundial cada vez mais assentada em processos industriais de alta tecnologia, o Brasil se mantinha em fogo baixo, impedindo a atração de capitais disponíveis fora do seu território. Para o senador, o cenário de 25 anos atrás mostra que o País isolava seu mercado interno com medidas excessivamente protecionistas, dominado por obsoletas indústrias nacionais, que mantinham o brasileiro alheio às conquistas dos consumidores dos outros países. “Para esse contexto, propus uma nova visão do papel do Estado brasileiro. Um novo caminho para o crescimento econômico, uma nova proposta de inserção do Brasil no panorama internacional, ombro a ombro com as grandes nações ocidentais e novas formas de, rapidamente, alcançar resultados sociais significativos para a nossa população mais carente”, destacou o senador.

Mais matérias
desta edição