app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5731
Nacional

PMDB continua na base governista

Brasília, DF – Minutos após a oficialização do rompimento do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), com o Planalto, o PMDB saiu a público afirmou que a sigla continua na base do governo. Em nota, o partido diz que a decisão de Cunha é “a express

Por | Edição do dia 18/07/2015 - Matéria atualizada em 18/07/2015 às 00h00

Brasília, DF – Minutos após a oficialização do rompimento do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), com o Planalto, o PMDB saiu a público afirmou que a sigla continua na base do governo. Em nota, o partido diz que a decisão de Cunha é “a expressão de uma posição pessoal, que se respeita pela tradição democrática do PMDB”, mas enfatiza que qualquer decisão sobre deixar a base aliada só pode ser tomada “após consulta às instâncias decisórias do partido: comissão executiva nacional, conselho político e diretório nacional”. O vice-presidente da República, Michel Temer, é também presidente nacional do PMDB. Questionado como ficaria a situação de Temer caso o partido decidisse sair da base aliada, Cunha afirmou que não haveria mudanças porque ele não vê problemas em Temer continuar no cargo. Cunha garantiu que defenderá a saída da base governista durante convenção nacional do partido, em setembro.

Mais matérias
desta edição