app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5730
Nacional

Governo adotar� novas medidas para ajustar contas

Brasília, DF – Sem citar uma possível proposta de aumento de impostos, o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, afirmou ontem que o governo poderá adotar medidas necessárias, além das que já adotou, para reequilibrar as contas públicas do país. Questio

Por | Edição do dia 10/09/2015 - Matéria atualizada em 10/09/2015 às 00h00

Brasília, DF – Sem citar uma possível proposta de aumento de impostos, o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, afirmou ontem que o governo poderá adotar medidas necessárias, além das que já adotou, para reequilibrar as contas públicas do país. Questionado sobre se o reequilíbrio do Orçamento da União deveria passar necessariamente por um aumento da carga tributária do país, o ministro afirmou que o reequilíbrio fiscal envolve, principalmente, o controle da despesa pública. Ele citou uma série de iniciativas já adotadas pelo governo e disse que “outras medidas podem ser tomadas se forem necessárias”. “O reequilíbrio fiscal envolve várias iniciativas. Envolve um realinhamento de preços, como já foi feito desde o início do ano, envolve também esse realinhamento de taxa de câmbio, isso acontece em todas as economias do mundo. Envolve uma adaptação, uma redução de subsídios, como foi feito a redução de vários subsídios financeiros. Envolve um aumento de receitas, foi feito a revisão de várias desonerações esse ano. E outras medidas podem ser tomadas se forem necessárias”, disse. Parlamentares de diversos partidos, inclusive da base aliada do governo, rechaçaram ontem qualquer iniciativa, tanto do Congresso quanto do Executivo, de se aumentar a carga tributária.

Mais matérias
desta edição