app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5728
Nacional

Lobista Baiano acerta dela��o na Lava Jato

Brasília, DF – O lobista do PMDB na Petrobras, Fernando Falcão Soares, o Fernando Baiano, fechou acordo de delação premiada com a Procuradoria-Geral da República. A expectativa entre os investigadores é que as revelações do lobista poderão atingir novos

Por | Edição do dia 11/09/2015 - Matéria atualizada em 11/09/2015 às 00h00

Brasília, DF – O lobista do PMDB na Petrobras, Fernando Falcão Soares, o Fernando Baiano, fechou acordo de delação premiada com a Procuradoria-Geral da República. A expectativa entre os investigadores é que as revelações do lobista poderão atingir novos nomes de políticos e confirmar as suspeitas sobre deputados. Baiano é amigo do presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), denunciado em agosto pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, por corrupção e lavagem de dinheiro. Preso desde novembro de 2014, na Operação Juízo Final, etapa da Lava Jato que alcançou o braço empresarial do esquema de corrupção na estatal, Fernando Baiano é apontado como elo do presidente da Câmara no suposto recebimento de uma propina US$ 10 milhões. Deste total, US$ 5 milhões teriam sido destinados para o deputado, segundo o delator Júlio Camargo. O acordo firmado com a PGR indica que Baiano revelará nomes de políticos que detêm foro privilegiado perante o Supremo Tribunal Federal (STF). O lobista é apontado pelos investigadores como peça-chave da engrenagem que teria repassado US$ 5 milhões para Eduardo Cunha. Baiano já foi condenado na Lava Jato em uma primeira ação.

Mais matérias
desta edição