app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5728
Nacional

Gilmar diz que PT tinha plano para se eternizar no poder

São Paulo, SP – O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes afirmou ontem que o Partido dos Trabalhadores (PT) tinha um “plano perfeito” para se perpetuar no poder, mas foi atrapalhado pela Operação Lava Jato. Gilmar disse que o dinheiro d

Por | Edição do dia 19/09/2015 - Matéria atualizada em 19/09/2015 às 00h00

São Paulo, SP – O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes afirmou ontem que o Partido dos Trabalhadores (PT) tinha um “plano perfeito” para se perpetuar no poder, mas foi atrapalhado pela Operação Lava Jato. Gilmar disse que o dinheiro desviado da Petrobras tinha como destino campanhas eleitorais e, combinado com o final do financiamento privado de campanha - bandeira antiga do partido-, faria com que o PT fosse a sigla com mais recursos em caixa. “O plano era perfeito, mas faltou combinar com os russos”, afirmou. “ Eles têm dinheiro para disputar eleições até 2038”. O magistrado participou de seminário na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), em São Paulo, onde discutiu o impacto de mudanças na legislação tributária para o setor, ao lado do presidente da entidade, Paulo Skaf (PMDB) -próximo ao vice-presidente Michel Temer. O ministro usou o mesmo argumento em seu voto, na quarta (16), contra o fim do financiamento privado de campanha. “O partido consegue captar recursos na faixa dos bilhões de reais por contratos com a Petrobras e passa a ser o defensor do fim do financiamento privado de campanha. Eu fico emocionado, me toca o coração”, ironizou, na ocasião.

Mais matérias
desta edição