app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5709
Nacional

Preso acusado de matar Celso Daniel

Salvador - O seqüestrador José Edson da Silva, apontado como o autor dos tiros que mataram o prefeito Celso Daniel, foi preso pela polícia baiana na madrugada de ontem na cidade de Vitória da Conquista, a cerca de 500 quilômetros de Salvador. Silva se esc

Por | Edição do dia 06/03/2002 - Matéria atualizada em 06/03/2002 às 00h00

Salvador - O seqüestrador José Edson da Silva, apontado como o autor dos tiros que mataram o prefeito Celso Daniel, foi preso pela polícia baiana na madrugada de ontem na cidade de Vitória da Conquista, a cerca de 500 quilômetros de Salvador. Silva se escondeu no mesmo município para onde um outro integrante da quadrilha, “André Cara Seca” preso na semana passada, havia fugido. Além da dupla, outros dois seqüestradores que participaram do crime, Itamar Messias Silva Santos e Rodolfo Rodrigues Saltos de Oliveira, o “Bozinho”, também escolheram a Bahia para se esconder após a morte de Celso Daniel. Eles foram detidos pela Polícia Federal quando viajavam da cidade de Itabuna, na região cacaueira baiana para São Paulo. Silva foi transferido de Vitória da Conquista para Salvador pelo delegado Róbson Marocci, que foi proibido de dar qualquer declaração sobre a prisão do bandido. A Secretaria de Segurança Pública, Kátia Alves, deve falar sobre o caso ainda hoje antes de liberar Silva para ser transferido para São Paulo. Um erro da polícia evitou que fossem descobertas mais cedo pistas da morte do prefeito Celso Daniel (PT). Um Santana azul, roubado e usado no seqüestro de Daniel, foi encontrado abandonado e foi devolvido ao dono sem que fosse investigada sua participação no crime. A perícia do carro ficou comprometida. O Santana, um dos carros usados no seqüestro, era uma das peças que faltavam para o esclarecimento do caso. A Blazer verde, segundo veículo usado no seqüestro, foi encontrada incendiada na favela Pantanal (zona sul), o que dificultou o trabalho da perícia. O Santana só foi encontrado depois que Itamar Messias dos Santos e Rodolfo Rodrigo dos Santos Oliveira, o Bozinho, presos na última sexta-feira, informaram à Polícia Federal que o veículo, roubado no dia 18 de janeiro, -dia do seqüestro do prefeito- em Diadema, tinha sido abandonado na mesma noite, em Taboão da Serra (Grande São Paulo). Depois de um rastreamento nas delegacias, a PF conseguiu localizar o Santana azul anteontem à noite. O carro estava na garagem de seu dono, o vigia Adonísio Alves da Silva, 51. A PF descobriu que o Santana foi encontrado às 8h do dia 19 pela PM. À tarde, depois de registrado um boletim na Polícia Civil de Taboão da Serra, o carro foi entregue ao dono, que deve ter inutilizado a maioria das possíveis pistas ao lavar o veículo.

Mais matérias
desta edição