app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5718
Nacional

Dutra ter� de explicar gasto de R$ 1,38 bi de conta �nica

Porto Alegre – A Subcomissão Mista Integrada do Caixa  Único, instalada ontem na Assembléia Legislativa do Rio  Grande do Sul, promete fustigar  o governo de Olívio Dutra (PT)  no primeiro semestre deste ano.  Escolhido relator, o deputado Bernardo de Sou

Por | Edição do dia 14/03/2002 - Matéria atualizada em 14/03/2002 às 00h00

Porto Alegre – A Subcomissão Mista Integrada do Caixa  Único, instalada ontem na Assembléia Legislativa do Rio  Grande do Sul, promete fustigar  o governo de Olívio Dutra (PT)  no primeiro semestre deste ano.  Escolhido relator, o deputado Bernardo de Souza (PPS) quer esclarecer o destino do R$ 1,38 bilhão, já sacado do caixa único, e como o Executivo pretende repor este dinheiro até o fim da administração atual, em dezembro. O relator da subcomissão afirma que houve saques de dinheiro dessas contas vinculadas que não foram aplicados em seus fins específicos. “O uso do dinheiro fora da sua finalidade específica gera dívida, porque exige-se a reposição”, comenta Bernardo de Souza. “Nossa preocupação é saber se o governo vai conseguir repor isso”, revela, preocupado com o volume dos saques, correspondente a pouco mais de 10% do orçamento do Estado. Em defesa do governo, o deputado Elvino Bohn Gass (PT), também participante da subcomissão, lembra que os saques ao caixa único já eram utilizados pelos antecessores de Olívio Dutra. Bohn Gass diz que o governo usa o caixa único para administrar o déficit, retirando das contas quando possível e repondo nos prazos em que o recurso deve ser aplicado no seu fim específico. Seria, conforme o deputado, a saída para evitar a venda das estatais enquanto o Estado não se torna superavitário.

Mais matérias
desta edição