app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5710
Nacional

MST protesta contra pris�o de sem-terra

Brasília – O Movimento Nacional dos Trabalhadores Rurais  Sem -Terra (MST) inicia hoje pela  manhã uma marcha de 230 quilômetros de Buritis, em Minas  Gerais, até Brasília, em protesto  contra a manutenção da prisão  dos 16 líderes que organizaram a  inva

Por | Edição do dia 29/03/2002 - Matéria atualizada em 29/03/2002 às 00h00

Brasília – O Movimento Nacional dos Trabalhadores Rurais  Sem -Terra (MST) inicia hoje pela  manhã uma marcha de 230 quilômetros de Buritis, em Minas  Gerais, até Brasília, em protesto  contra a manutenção da prisão  dos 16 líderes que organizaram a  invasão da Fazenda Córrego da  Ponte, da família do presidente  Fernando Henrique Cardoso. A  previsão dos coordenadores do movimento é chegar entre quinta e sexta-feira da próxima semana à capital, onde devem ocorrer manifestações em frente ao Ministério da Justiça. A caminhada começará com cerca de 200 sem-terra que estão no assentamento da fazenda Barriguda, em Buritis. Eles partirão às 8h30, depois de um ato ecumêmico pela Sexta-Feira Santa. De acordo com os planos do MST, esse grupo - incluindo os familiares dos líderes presos - deve chegar no domingo ou segunda-feira à Cabeceira de Goiás, na fronteira, e encontrar-se com cinco ônibus carregados de trabalhadores provenientes de outras localidades de Minas Gerais, Goiás e Pontal do Parapanema (SP). “A idéia é que nossos líderes sejam libertados antes da nossa chegada, mas se isso não acontecer, vamos acampar em Brasília”, anunciou hoje um dos coordenadores nacionais do MST, João Paulo Rodrigues.

Mais matérias
desta edição