app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Nacional

Bacia do S�o Francisco ter� investimentos de US$ 55 mi

Brasília, DF (Agência Folha) - A bacia do rio São Francisco será beneficiada pelo programa Desafio sobre Água e Alimentos. O diretor geral do Instituto Internacional de Manejo de Água (IWMI), Frank Rijsberman, está no Brasil para discutir as bases do prog

Por | Edição do dia 26/03/2004 - Matéria atualizada em 26/03/2004 às 00h00

Brasília, DF (Agência Folha) - A bacia do rio São Francisco será beneficiada pelo programa Desafio sobre Água e Alimentos. O diretor geral do Instituto Internacional de Manejo de Água (IWMI), Frank Rijsberman, está no Brasil para discutir as bases do programa com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), cujo contrato foi assinado há duas semanas pelo presidente da empresa. Em palestra ontem, para os técnicos da Embrapa, Rijsberman disse que o programa tem como principal objetivo a racionalização do uso da água na agricultura, para a garantia da segurança alimentar, a preservação do meio ambiente e a prevenção de enfermidades. “A bacia foi escolhida pois tem grande potencial hidrográfico. Porém, muitos problemas não deixam que todo esse potencial seja utilizado’’, observa. Limite Além do Rio São Francisco já estar no seu limite de uso de água, também conta com problemas como redução da população de peixes, desmatamentos das margens, não tratamento de esgoto e conflitos de interesse entre o uso para geração de energia, agricultura e uso humano e animal. Para a primeira etapa - próximos cinco anos -, o projeto terá investimentos de US$ 55 milhões, com possibilidade de chegar a US$ 75 milhões. Os recursos disponíveis para a bacia de São Francisco dependerão do empenho do Brasil, principalmente da Embrapa, em apresentar projetos e participar dos programas implantados. Até o momento, a Embrapa apresentou três projetos, sendo que, um deles, a integração da Bacia de São Francisco com outras grandes bacias próximas, como Itaparica e Três Marias, já foi aprovado. Os outros programas apresentados foram: o desenvolvimento de cereais e leguminosas para sistema de cultivo sustentável voltado para a segurança alimentar e bem estar da região, melhor produtividade no uso da água em ambientes agrícolas, e a modelagem e o manejo da água para fins agrícolas na bacia de Paracatu, rio tributário que despeja água no São Francisco. O programa abrange nove bacias hidrográficas em várias regiões do mundo, como África do Sul, Índia e China.

Mais matérias
desta edição