app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5709
Nacional

Depoimento de Jader

Belém – O ex-senador Jader Barbalho (PMDB-PA) admitiu ontem, em seu primeiro depoimento à Justiça Federal, no caso da extinta Sudam, que visitou no Mato Grosso, em 1995, dois projetos do empresário José Osmar Borges, acusado de ser um dos maiores fraudado

Por | Edição do dia 13/04/2002 - Matéria atualizada em 13/04/2002 às 00h00

Belém – O ex-senador Jader Barbalho (PMDB-PA) admitiu ontem, em seu primeiro depoimento à Justiça Federal, no caso da extinta Sudam, que visitou no Mato Grosso, em 1995, dois projetos do empresário José Osmar Borges, acusado de ser um dos maiores fraudadores da Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia (Sudam). Jader também disse ter pego com o seu primo, deputado federal José Priante (PMDB), “uma carona’’, em 2000, com o empresário Danny Gutzeit, acusado de fraudar 80% dos cerca de R$ 12 milhões que recebeu da Sudam para executar projetos, em Altamira, reduto eleitoral de Jader. O ex-senador é acusado pelo Ministério Público Federal de comandar uma organização criminosa, composta por 58 pessoas, que fraudou R$ 132 milhões a Sudam. “Ele comandava a instituição, indicava as pessoas e teria influenciado diretamente em alguns projetos para liberação de verbas’’, disse o promotor Ubiratan Cazzeta. Esta é a primeira vez que Jader é ouvido pela Justiça Federal no processo que o levou a prisão em 16 de fevereiro passado.

Mais matérias
desta edição