app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Nacional Atriz Klara Castanho escreveu uma carta aberta, na noite do último sábado (25), repudiando o vazamento da história

CONSELHO DE ENFERMAGEM VISTORIA HOSPITAL ACUSADO DE VAZAR INFORMAÇÕES DE ATRIZ

.

Por G1 | Edição do dia 29/06/2022 - Matéria atualizada em 29/06/2022 às 01h29

O Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo disse ontem (28) que compareceu no no hospital acusado de vazar informações pessoais da atriz Klara Castanho, de 21 anos. A instituição informou aguardar a liberação de documentos internos para prosseguir com a apuração dos fatos e a identificação dos envolvidos.

Tanto o Conselho Federal quanto o Regional de Enfermagem apuram a denúncia da atriz de que uma enfermeira a teria abordado e ameaçado divulgar para a imprensa informações sobre a entrega para adoção de bebê fruto de um estupro.

O hospital em que Klara ficou internada informou, em nota, que será aberta uma sindicância interna para investigar a denúncia feita pela atriz. Klara escreveu uma carta aberta, na noite do último sábado (25), repudiando o vazamento da história. O caso também é investigado pelo Ministério Público.

Nesta segunda-feira (27), a presidente do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), Betânia Maria dos Santos, disseque a enfermeira responsável por ameaçar e vazar os dados pessoais da artista poderá perder o registro profissional.

Em comunicado, o Cofen manifestou “profunda solidariedade à atriz Klara Castanho, que, após ser vítima de violência sexual, teve o seu direito à privacidade violado, durante processo de entrega voluntária para adoção, conforme assegura o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA)”. Informou também que, diante dos fatos, determinou a apuração da ocorrência e “tomará todas as providências que lhe couber para a identificação dos responsáveis pelo vazamento de informações sigilosas pertinentes ao caso”.

Mais matérias
desta edição