app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5715
Nacional

RISHI SUNAK É O NOVO 1º MINISTRO DO REINO UNIDO

Sem concorrência, Rishi Sunak foi anunciado como o novo primeiro-ministro do Reino Unido nesta segunda-feira (24), depois que seu rival Boris Johnson desistiu da disputa e Sunak foi o único candidato a conseguir apoio suficiente nas eleições internas para

Por G1 | Edição do dia 25/10/2022 - Matéria atualizada em 25/10/2022 às 04h00

Sem concorrência, Rishi Sunak foi anunciado como o novo primeiro-ministro do Reino Unido nesta segunda-feira (24), depois que seu rival Boris Johnson desistiu da disputa e Sunak foi o único candidato a conseguir apoio suficiente nas eleições internas para líder do Partido Conservador.

A britânica Liz Truss renunciou aos postos de líder do Partido Conservador e de primeira-ministra do Reino Unido nesta quinta-feira (20), abrindo novamente eleições para o cargo. A última eleição havia sido definida há pouco mais de um mês, no dia 5 de setembro.

Rishi Sunak ainda precisa ser convidado pelo monarca britânico, o Rei Charles III, o que deve acontecer na terça-feira (25), antes de ser considerado oficialmente o primeiro-ministro, mas esse procedimento é considerado uma formalidade.

“Não há dúvida de que enfrentamos um profundo desafio econômico”, disse Sunak após a vitória. “Agora precisamos de estabilidade e unidade, e farei disso minha maior prioridade unir nosso partido e nosso país.”

Liz Truss parabenizou a vitória de Sunak em uma postagem no Twitter e disse que ele terá seu total apoio.

Angela Rayner, vice-líder do Partido Trabalhista da oposição, disse que os conservadores “coroaram Rishi Sunak como primeiro-ministro sem que ele dissesse uma única palavra sobre como governaria o país e sem ninguém ter a chance de votar”.

Johnson, um dos favoritos para a disputa, admitiu que não poderia mais unir o partido após um dos períodos mais turbulentos da história política britânica e não chegou a se candidatar.

A outra possível concorrente era Penny Mordaunt, líder da Câmara dos Comuns do Parlamento, mas ela não conseguiu o mínimo de 100 apoiadores que era necessário e retirou sua candidatura minutos antes do anúncio. 

Sunak, ex-ministro das Finanças de 42 anos, é o terceiro primeiro-ministro do Reino Unido em menos de dois meses.

O ex-chefe de fundos enfrentará grandes desafios, encarregado de reconstruir a reputação fiscal do Reino Unido por meio de profundos cortes de gastos, em meio ao aumento das taxas de energia, alimentos e hipotecas.

“O Reino Unido é um grande país, mas enfrentamos uma profunda crise econômica”, disse Sunak em um comunicado declarando sua candidatura no domingo.

Ele também vai presidir um partido que saltou de uma crise para outra nos últimos meses, muito dividido em linhas ideológicas, e um país que está ficando cada vez mais irritado com a conduta de seus políticos.

Mais matérias
desta edição