app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5718
Nacional

XAROPE ADULTERADO MATA 157 CRIANÇAS NA INDONÉSIA

A Indonésia está enfrentando uma terrível onda de mortes: pelo menos 157 crianças morreram neste ano de insuficiência renal aguda e outras complicações, que acredita-se terem sido causadas por medicamentos contaminados. Quase todas tinham menos de cinco a

Por G1 | Edição do dia 02/11/2022 - Matéria atualizada em 02/11/2022 às 04h00

A Indonésia está enfrentando uma terrível onda de mortes: pelo menos 157 crianças morreram neste ano de insuficiência renal aguda e outras complicações, que acredita-se terem sido causadas por medicamentos contaminados. Quase todas tinham menos de cinco anos.

O governo proibiu a venda de todos os medicamentos líquidos. Mais tarde, limitou a proibição para cerca de cem produtos suspeitos — que haviam sido encontrados nas casas das crianças que adoeceram.

Farmácias de todo o país retiraram xaropes das prateleiras, aconselhando os pais a triturar comprimidos se os filhos precisassem de remédio.

O ministro da Saúde da Indonésia, Budi Gunadi Sadikin, afirmou que vestígios de etilenoglicol, dietilenoglicol e etilenoglicol butílico, substâncias consideradas nocivas, haviam sido encontrados nas vítimas.

O dietilenoglicol e o etilenoglicol são normalmente usados em soluções anticongelantes para ar-condicionados, geladeiras e freezers e como solvente para muitos produtos, incluindo cosméticos, em concentrações muito baixas. A Organização Mundial da Saúde (OMS) diz que eles nunca são usados em medicamentos.

A OMS informou ter encontrado uma “quantidade inaceitável” de dietilenoglicol e etilenoglicol em quatro xaropes para tosse produzidos na Índia. 

A agência reguladora de alimentos e medicamentos da Indonésia, BPOM, anunciou que investigaria duas empresas farmacêuticas que haviam mudado recentemente os fornecedores de alguns ingredientes, passando de fornecedores farmacêuticos para fornecedores de produtos químicos. 

Mais matérias
desta edição