app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5715
Nacional

COREIAS TROCAM MÍSSEIS E SE ACUSAM DE ‘INVASÃO’

Pela primeira vez na História, as duas Coreias fizeram disparos de mísseis ao território vizinho ontem (02). A Coreia do Norte disparou 23 mísseis de vários tipos, segundo o Estado-Maior da Coreia do Sul. Seul acusou Pyongyang de invadir seu território, t

Por G1 | Edição do dia 03/11/2022 - Matéria atualizada em 03/11/2022 às 04h00

Pela primeira vez na História, as duas Coreias fizeram disparos de mísseis ao território vizinho ontem (02). A Coreia do Norte disparou 23 mísseis de vários tipos, segundo o Estado-Maior da Coreia do Sul. Seul acusou Pyongyang de invadir seu território, também pela primeira vez desde a separação das Coreias, e retaliou com lançamento de mísseis ao território vizinho.

Um dos projéteis lançados atingiu o sul da Linha do Limite Norte (NLL), que é a demarcação marítima entre as Coreias e uma área de tensão entre os países. 

O presidente sul-coreano, Yoon Suk-yeol, disse que o míssil norte-coreano que cruzou a fronteira marítima entre os dois vizinhos e caiu perto de suas águas territoriais constitui “invasão territorial”.

Yoon afirmou que a provocação da Coreia do Norte “constitui de fato uma invasão territorial com um míssil que cruzou a linha de fronteira norte pela primeira vez desde a divisão” da península.

Em retaliação, as Forças Armadas sul-coreanas Seul dispararam mísseis que atingiram ao norte da NLL, alcançando portanto território norte-coreano.

Os lançamentos ocorreram poucas horas depois de Pyongyang exigir que os Estados Unidos e a Coreia do Sul interrompessem os exercícios militares em larga escala, dizendo que “tal provocação e imprudência militar não podem mais ser toleradas”.

O ritmo de lançamento de mísseis pelos norte-coreanos têm crescido nos últimos meses. Só entre setembro e outubro de 2022, o país disparou dez projéteis, uma frequência sem precedentes.

Mais matérias
desta edição