app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5710
Nacional

Polícia indicia quatro por suspeita em morte de cães

.

Por Folhapress | Edição do dia 07/12/2022 - Matéria atualizada em 07/12/2022 às 04h00

Belo Horizonte, MG – A Polícia Civil de Minas Gerais indiciou quatro pessoas por suspeita de envolvimento na morte de 14 cachorros que comeram petiscos contaminados com um insumo não autorizado na produção de alimentos. As investigações começaram em 19 de agosto e tiveram conclusão anunciada nesta segunda (5). Os quatro indiciados são ligados à empresa de produtos químicos Tecno Clean, que fica em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte. Ela é fornecedora de fabricantes de petiscos como a Bassar Pet Food, a primeira a ser citada nas denúncias de tutores e que chegou a ter sua unidade em Guarulhos (SP) interditada. A polícia de Minas Gerais não informou os nomes nem qual a ligação dos quatro indiciados com a empresa –se são empregados ou prestadores de serviço.

crime hediondo

Todos vão responder por suspeita de crime hediondo, conforme previsto no artigo 273 do Código Penal, que pune a falsificação de substância alimentícia. A pena é de 10 a 15 anos de prisão mais multa. As investigações da Polícia Civil e do Ministério da Agricultura indicam a troca de um ingrediente autorizado (propilenoglicol) por uma substância tóxica –o monoetilenoglicol, da mesma família do dietilenoglicol, apontado como a causa da morte e sequelas em consumidores da cerveja Backer em 2020. Os investigadores apuram a hipótese de que a Tecno Clean comprou monoetilenoglicol de uma outra fornecedora, a A&D Química, e revendeu como sendo propilenoglicol para empresas como a Bassar.

Mais matérias
desta edição