app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5754
Nacional

Elei��o na C�mara tem agora cinco candidatos

Brasília - A Câmara dos Deputados tem mais um candidato  à sucessão do presidente da  Casa, João Paulo Cunha (PT-SP).  Trata-se, agora, do deputado Jair Bolsonaro (PTB-RJ), que ingressou ontem com a documentação necessária na Secretaria Geral da Mesa para

Por | Edição do dia 21/01/2005 - Matéria atualizada em 21/01/2005 às 00h00

Brasília - A Câmara dos Deputados tem mais um candidato  à sucessão do presidente da  Casa, João Paulo Cunha (PT-SP).  Trata-se, agora, do deputado Jair Bolsonaro (PTB-RJ), que ingressou ontem com a documentação necessária na Secretaria Geral da Mesa para oficializar sua candidatura. Ele concorre com outros quatro: Luiz Eduardo Greenhalgh (PT-SP), Virgílio Guimarães (PT-MG), José Carlos Aleluia (PFL-BA) e Severino Cavalcanti (PP-PE). Tradicionalmente, a indicação para a presidência da Câmara cabe à bancada de maior representatividade. No caso, a do PT. Mas, quando não tinha a maioria, o partido costumava apresentar candidaturas avulsas. Agora, é vítima da mesma estratégia por parte de adversários e até de um de seus parlamentares, que dizem representar a perspectiva de uma Câmara independente do Executivo. “Não serve a nada ficarmos especulando se duas candidaturas petistas são um fato bom ou ruim, seja para o partido, seja para o governo”, disse na quarta-feira o candidato oficial do PT, Greenhalgh. Também na quarta, dia do lançamento da candidatura avulsa do petista Virgílio, o PT divulgou duas cartas em que reconhece Greenhalgh como único candidato oficial do partido e pede os votos dos parlamentares a ele, em respeito ao princípio da proporcionalidade partidária. Uma das cartas tem o apoio de 87 parlamentares e a outra é assinada pelo presidente nacional do PT, José Genoino, e pelo líder do partido na Câmara, deputado Arlindo Chinaglia (SP). Segundo Genoino, Virgílio terá até o dia da votação, 14 de fevereiro, para retirar o nome. Caso contrário, não contará com a legenda PT na cédula de votação. Greenhalgh, aliás, ganha a partir de hoje um apoio de peso. O presidente da Câmara, João Paulo Cunha, retorna da Itália e deve se aliar aos coordenadores da campanha. Hoje, o candidato visita Campo Grande (MS) e Florianópolis (SC) e no sábado, Curitiba (PR) e Vitória (ES). Virgílio pretende reunir, no sábado, em Belo Horizonte, sete mil pessoas num ato público de consolidação da candidatura. O candidato José Carlos Aleluia, por sua vez, disse que não pretende estabelecer um calendário de viagens. Afirmou que sua principal estratégia de campanha é deixar claro que pretende realizar a gestão de um legislativo independente. “A minha fatia é dos deputados que querem restaurar a imagem da instituição, que querem restaurar a imagem de um poder independente”, destacou. Já Severino Cavalcanti (PP-PE), cumpre agenda de entrevistas e retorna a seu estado no fim de semana. Ele é o candidato que, até agora, mais interferiu no visual da Câmara dos Deputados. Cartazes de divulgação de sua candidatura estão espalhados por toda a instituição.

Mais matérias
desta edição