app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5756
Nacional

Justi�a decreta pris�o de 27 agentes da Febem-SP

A Justiça de São Paulo decretou ontem a prisão preventiva de 27 agentes da Febem (Fundação Estadual do Bem-Estar do Menor) acusados de tortura e formação de quadrilha. Destes, 16 estão presos desde o último dia 12 e outros 11 estão foragidos. Outros 25 f

Por | Edição do dia 22/01/2005 - Matéria atualizada em 22/01/2005 às 00h00

A Justiça de São Paulo decretou ontem a prisão preventiva de 27 agentes da Febem (Fundação Estadual do Bem-Estar do Menor) acusados de tortura e formação de quadrilha. Destes, 16 estão presos desde o último dia 12 e outros 11 estão foragidos. Outros 25 funcionários da entidade foram indiciados pelos mesmos crimes. No entanto, eles não teriam participado ativamente das agressões. Acusações O grupo é acusado de ter espancado internos da unidade 41 do complexo Vila Maria (zona norte de São Paulo) na noite do último dia 11 e por volta das 12 horas do dia 12, com pedaços de ferro e madeira. Alguns dos acusados estavam de férias. Em sua decisão, o juiz César Augusto Andrade de Castro afirma que “os menores foram coesos em suas versões” e que a maioria dos 113 adolescentes da unidade submetidos a exames de corpo de delito apresentavam “lesões corporais de natureza leve”, o que confirmaria a agressão. O sindicato da categoria informou que irá estudar meios de colaborar judicialmente com os acusados. O Ministério Público vê semelhança entre as agressões na Vila Maria e os casos de tortura registrados em 2002 na então unidade da Febem Parelheiros, que resultou na condenação, em dezembro do ano passado, de 10 dos 14 funcionários acusados. Segundo a polícia, as investigações continuam e podem apontar novas evidências do crime de tortura dentro da instituição.

Mais matérias
desta edição