app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5756
Nacional

Rebeldes matam 19 iraquianos e um marine

A três dias das eleições iraquianas, os insurgentes mataram 19 iraquianos e um marine [fuzileiro naval americano] e atacaram seções eleitorais em áreas sunitas do país. Em Ramadi, a oeste do país, homens armados seqüestraram e executaram quatro agentes da

Por | Edição do dia 28/01/2005 - Matéria atualizada em 28/01/2005 às 00h00

A três dias das eleições iraquianas, os insurgentes mataram 19 iraquianos e um marine [fuzileiro naval americano] e atacaram seções eleitorais em áreas sunitas do país. Em Ramadi, a oeste do país, homens armados seqüestraram e executaram quatro agentes da Guarda Nacional iraquiana, segundo um oficial. Em Samarra, ao norte de Bagdá, a explosão de uma bomba em um acostamento matou três civis. Outra explosão, perto de um quartel, matou um soldado e dois civis. Na mesma cidade, homens armados explodiram o prédio administrativo de uma escola, depois de ordenar aos funcionários que saíssem do local, afirmou o tenente da polícia Qassim Mohammed. As instalações seriam usadas como posto de votação neste domingo. Em Basra, no sul, três pequenas bombas atingiram seções eleitorais, sem maior gravidade, segundo os militares britânicos. Em Mahmoudiya, ao sul de Bagdá, um carro-bomba matou três policiais iraquianos e sete ficaram feridos na explosão de uma bomba que teria como alvo um comboio de soldados dos EUA. Os militares dos EUA disseram que um marine morreu e outros cinco ficaram feridos em um ataque na cidade de Iskandariyah, a 48km da capital Bagdá. Dois civis haviam sido mortos antes em um tiroteio entre militantes e soldados dos EUA na zona oeste da cidade. Em Baquba, a nordeste de Bagdá, um carro-bomba matou um policial. Três outros policiais foram mortos em uma série de ataques.

Mais matérias
desta edição