app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5750
Nacional

Com 104 passageiros, avi�o est� desaparecido

A Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) e membros da Isaf (sigla em inglês para Força Internacional de Assistência de Segurança) desmentiram ter encontrado restos do Boeing 737 da empresa aérea afegã Kam Air, com 104 pessoas, que desapareceu qu

Por | Edição do dia 05/02/2005 - Matéria atualizada em 05/02/2005 às 00h00

A Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) e membros da Isaf (sigla em inglês para Força Internacional de Assistência de Segurança) desmentiram ter encontrado restos do Boeing 737 da empresa aérea afegã Kam Air, com 104 pessoas, que desapareceu quinta-feira no Afeganistão. Eles também suspenderam as buscas, que devem ser retomadas nas primeiras horas de hoje. Horas antes, comunicados de autoridades afegãs e turcas disseram que restos do Boeing 737 haviam sido encontrados a 50 km de Cabul, capital afegã, sem dar informações sobre sobreviventes. O avião da Kam Air – única empresa aérea privada do Afeganistão, que começou a operar em novembro de 2003 – desapareceu quinta-feira, quando ia da cidade de Herat [oeste do Afeganistão] para Cabul [capital do país] após perder contato com a torre de comunicação no momento em que se aproximava do aeroporto. A empresa anunciou anteriormente que a aeronave havia se desviado para o Paquistão, mas as autoridades paquistanesas disseram que o avião nunca entrou no espaço aéreo do país. Helicópteros e equipes de terra das forças da Otan foram enviadas para vasculhar a área onde o avião teria caído, a sudoeste de Cabul, mas não tiveram sucesso em encontrar os restos do avião. A major Karen Patot disse que a neblina forçou os helicópteros Apache a pousarem, mesmo estando equipados para realizar vôos noturnos. “As buscas serão suspensas agora à noite e retomadas de manhã”, disse Patot, segundo a agência de notícias Associated Press, desmentindo informações veiculadas na imprensa de que um pedaço do avião teria sido encontrado. “Teríamos ouvido logo se alguma coisa tivesse sido encontrada.” O ministro da Defesa do Afeganistão, general Mohammed Zahir Azimi, disse que as tropas afegãs também interromperam as buscas à noite. “Eles não conseguiram encontrar um único pedaço do avião”, disse o ministro. “Amanhã será possível vasculhar uma área maior.” Um funcionário do Ministério das Relações Exteriores da Turquia disse à AP em condição de anonimidade que o Ministério dos Transportes do Afeganistão confirmou a queda do Boeing, mas o secretário do ministério, Haroun Rassoul, disse que não há tal confirmação. “Não temos nenhuma informação precisa sobre isso e a investigação vai continuar”, disse Rassoul. Estrangeiros Segundo a Kam Air, havia 96 passageiros e uma tripulação de oito pessoas [das quais seis são russas] no avião. Ainda não havia uma confirmação precisa do número de estrangeiros a bordo. Autoridades do governo da Turquia disseram que havia nove cidadãos turcos no vôo – seis deles funcionários da empreiteira Gulsan-Cukurova, que realiza obras rodoviárias. O Ministério da Defesa da Itália disse que o capitão do Exército italiano Bruno Vianini também estava no vôo, e o representante em Cabul do grupo americano Management Sciences for Health, William Schiffbauer, disse que três mulheres que trabalham para o grupo estavam no vôo.

Mais matérias
desta edição