app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5716
Nacional

Psicanalista de O Clone � esfaqueado

Rio – O ator Haylton Farias da Silva, 51, que faz o papel do psicanalista que trata do personagem Lobato, vivido por Osmar Prado, na novela O Clone, da TV Globo, foi esfaqueado na noite de domingo em Botafogo (zona sul  do Rio). Segundo a Polícia Civil,  

Por | Edição do dia 07/05/2002 - Matéria atualizada em 07/05/2002 às 00h00

Rio – O ator Haylton Farias da Silva, 51, que faz o papel do psicanalista que trata do personagem Lobato, vivido por Osmar Prado, na novela O Clone, da TV Globo, foi esfaqueado na noite de domingo em Botafogo (zona sul  do Rio). Segundo a Polícia Civil,  Silva levou golpes de canivete no peito desferidos pelo vizinho, o jardineiro Antônio de Matos Pais, 69. A vítima teve um corte no coração e está internado no Hospital Miguel Couto (Gávea, zona sul), mas não corre risco de morte, segundo os médicos que o atenderam. De acordo com a polícia, Silva foi esfaqueado após discutir com o vizinho. Pais reclamava que Haylton, que também é psicólogo, recebia pacientes em seu apartamento. Segundo ele, isso provocava a movimentação no prédio de pessoas estranhas. O jardineiro foi indiciado por tentativa de homicídio. Ele se apresentou à Polícia Civil, mas responderá à acusação em liberdade. Rainha Em São Paulo, foi indeferido o pedido de liberdade provisória do líder do MST José Rainha Júnior. Ele é acusado de porte ilegal de arma e está preso desde o dia 25 de abril, no município de Teodoro Sampaio, a 673 km de São Paulo. O juiz Fábio Mendes Ferreira, que substitui o titular da vara no município, negou o pedido de liberdade provisória solicitado pela defesa de Rainha por entender que, neste momento, “não estavam presentes os requisitos legais” para libertá-lo. A defesa de Rainha deve recorrer da decisão ao Tribunal de Alçada Criminal em São Paulo. O agricultor disse ter sido vítima de uma armação e negou que seja o dono da arma apreendida no carro em que estava durante uma blitz da Polícia Militar.

Mais matérias
desta edição