app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5752
Nacional

Senador quer discutir fim do celibato

Brasília – “Os recentes episódios de abuso sexual envolvendo padres e bispos católicos devem levar o Vaticano a discutir a revisão do celibato”, analisou o senador Leomar Quintanilha (PFL-TO). Depois de enumerar escândalos de pedofilia envolvendo religi

Por | Edição do dia 12/05/2002 - Matéria atualizada em 12/05/2002 às 00h00

Brasília – “Os recentes episódios de abuso sexual envolvendo padres e bispos católicos devem levar o Vaticano a discutir a revisão do celibato”, analisou o senador Leomar Quintanilha (PFL-TO). Depois de enumerar escândalos de pedofilia envolvendo religiosos, principalmente nos Estados Unidos, o senador afirmou que existe relação direta entre a proibição de padres constituírem famílias e ocorrências deste tipo. “Assegurar ao religioso a possibilidade de construir família pode dar-lhe a tranqüilidade necessária para exercer o sacerdócio e contribuir para aprimorar o imprescindível papel desempenhado pela Igreja Católica na edificação de uma sociedade moralmente íntegra e socialmente justa” observou Quintanilha. O senador elogiou a posição da Santa Sé com relação aos episódios de pedofilia. O abuso sexual, conforme decisão da Igreja, foi considerado crime pela sociedade e “grave pecado diante de Deus”, sobretudo quando cometido por “aqueles que têm a missão de ajudar as pessoas a se conduzirem de acordo com as normas santas da Igreja”.

Mais matérias
desta edição